06/2021 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Quem vence na França?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2021 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, vamos para a sétima etapa da Fórmula-1? No último GP na França, em 2019, porque no ano passado não teve, devido à pandemia, o Lewis Hamilton fez a pole e venceu a corrida em Paul Ricard, com o Valtteri Bottas em segundo e o Charles Leclerc em terceiro.
No nosso Bolão, pequenas novidades em comparação ao bem disputado em 2020. A principal é que daremos mais importância ao primeiro lugar da corrida, passando de 25 para 30 pontos, justamente para separar mais do segundo colocado e realçar o “quem vence” do título do post. O desafio a cada prova não será mais somente com o Lewis Hamilton, que buscava o recorde de vitórias em 2020, e conseguiu, e o heptacampeonato (também conseguiu), a Ferrari, que chegava no ano passado ao seu milésimo GP e ao Kimi Raikkonen, que buscava o recorde de participação em corridas do Rubens Barrichello (também superou), mas com todos os pilotos, um em cada GP. As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Paul Ricard:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 30 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – Com a Alpine fazendo as honras da casa, quero saber sobre a presença da equipe francesa no Q3 da classificação. Ela coloca os dois pilotos (Fernando Alonso e Esteban Ocon) no Q3, apenas um deles ou nenhum?
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos



O Bolão depois de Baku

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2021 F1 ·


Com o zebraço no GP do Azerbaijão, brilhou a estrela do André, ao lado da do mexicano Sergio Perez. Será que o André tá com bola de cristal? Se sim, quero saber as dezenas da Mega Sena. Os líderes zeraram, assim como os da Fórmula-1, e o André se aproximou deles.
A próxima parada será no dia 20 de junho, na França.

Parâmetros utilizados no GP de Azerbaijão:
Pole: Leclerc
Vencedor: Perez
Segundo: Vettel
Terceiro: Gasly
Quarto: Leclerc
Quinto: Norris
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: Latifi
Melhor volta da prova: Verstappen
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – Como o Bottas foi o grande destaque da última prova em Baku, em 2019, quero saber em qual lugar o finlandês termina na prova de domingo. 12º

Azerbaijão:
1) André Borges - 35 pontos
2) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 20 pontos
3) Francisco Cavalin - 15 pontos
4) Natanael Felipe Rhoden - 10 pontos
5) Daniel Cardoso - 5 pontos
5) Ismael Reichert - 5 pontos
5) Mauro - 5 pontos
8) Luiz Herrera - 0 ponto
8) Gabriel Dias - 0 ponto
8) Pedro Henrique - 0 ponto
8) Eduardo Saraiva - 0 ponto
8) Daniel Dias - 0 ponto
8) Maurício Dias - 0 ponto

Total:
1) Gabriel Dias - 375 pontos
2) Luiz Herrera - 365 pontos
3) André Borges - 305 pontos
4) Francisco Cavalin - 240 pontos
5) Pedro Henrique - 230 pontos
6) Daniel Dias - 220 pontos
7) Ismael Reichert - 210 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 195 pontos
8) Eduardo Saraiva - 195 pontos
8) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 195 pontos
11) Daniel Cardoso - 180 pontos
12) Mauro - 125 pontos
13) Marcelo Pereira - 120 pontos
14) Maurício Dias - 100 pontos



Perez vence em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Um estouro do pneu traseiro esquerdo da Red Bull de número 33 acabou com a vitória quase garantida de Max Verstappen no GP de Azerbaijão, neste domingo, no circuito de rua de Baku. Mais: o holandês sairia da sexta etapa do Mundial de Fórmula-1 com uma vantagem de mais de 15 pontos sobre Lewis Hamilton, o terceiro da prova até então. Faltando cinco voltas para o final, a batida de Verstappen em plena reta dos boxes de Baku provocou a bandeira vermelha, interrompendo a prova faltando três voltas. E aí, veio a grande estrela de Verstappen. Na relargada, Hamilton arriscou tudo na freada para superar Sergio Perez e errou na curva 1, caindo para último e dando adeus à liderança do campeonato. Sergio Perez manteve o primeiro lugar na relargada e conquistou sua segunda vitória na F-1.
Uma parada de mais de 4 segundos foi responsável pela perda das duas primeiras posições de Hamilton para os pilotos da Red Bull no Azerbaijão. Com Perez de escudeiro e com um ritmo sempre forte, Verstappen foi embora e abriu uma vantagem segura na liderança da corrida. Depois, uma batida forte de Lance Stroll na reta de mais de dois quilômetros provocou a entrada do safety car. Na volta da prova ao normal, o companheiro de Aston Martin de Stroll, Sebastian Vettel, atacou forte e subiu para a quarta posição, em outra corrida brilhante do tetracampeão (já tinha sido o quinto em Monte Carlo). Com a batida de Verstappen e o erro de Hamilton, Vettel foi para a segunda colocação. Pierre Gasly cruzou a linha de chegada em terceiro mas pode receber uma punição por um incidente ocorrido na parada da prova antes do final.
A esperança de um retorno à “normalidade” de forças agora para Hamilton é a volta dos circuitos normais, nos quais a Mercedes leva vantagem sobre a Red Bull. Pelo menos, na teoria. O Mundial terá a partir do dia 20 de junho três provas em sequência, com França e duas etapas na Áustria.
De volta à prova de Baku, o grande perdedor foi Valtteri Bottas, que conseguiu apenas a décima posição no grid de largada e ficou brigando no pelotão intermediário para trás durante toda a prova. Já se fala de uma possível troca do finlandês pelo inglês George Russell, atualmente na Williams, como companheiro do heptacampeão Hamilton na Mercedes, ainda neste ano.
Antes da corrida de Baku, a F-1 fez um minuto de silêncio pela morte do saudita nascido na Suíça Mansour Ojjeh, principal acionista da McLaren por trinta anos. O empresário morreu em Genebra, onde nasceu. A causa da morte não foi divulgada pela família.

Resultado final:
1) S. Perez - Red Bull - 3min33s686
2) S. Vettel - Aston Martin - a 1s385
3) P. Gasly - Alpha Tauri - a 2s762

4) C. Leclerc - Ferrari - a 3s828
5) L. Norris - McLaren - a 4s754
6) F. Alonso - Alpine - a 6s382
7) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - a 6s624
8) C. Sainz Jr - Ferrari - a 7s709
9) D. Ricciardo - McLaren - a 8s874
10) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a 9s576

11) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a 10s254
12) V. Bottas - Mercedes - a 11s264
13) M. Schumacher - Haas - a 14s241
14) N. Mazepin - Haas - a 14s315
15) L. Hamilton - Mercedes - a 17s668
16) N. Latifi - Williams - a 42s379

17) G. Russell - Williams - não completou
18) M. Verstappen - Red Bull - não completou
19) L. Stroll - Aston Martin - não completou
20) E. Ocon - Alpine - não completou

Melhor Volta - M. Verstappen - Red Bull - 1min44s481

Mundial de Pilotos 2021:
1) M. Verstappen - Red Bull - 105 pontos
2) L. Hamilton - Mercedes - 101 pontos
3) S. Perez - Red Bull - 69 pontos
4) L. Norris - McLaren - 66 pontos
5) C. Leclerc - Ferrari - 52 pontos
6) V. Bottas - Mercedes - 47 pontos
7) C. Sainz Jr - Ferrari - 42 pontos
8) P. Gasly - Alpha Tauri - 31 pontos
9) S. Vettel - Aston Martin - 28 pontos
10) D. Ricciardo - McLaren - 26 pontos
11) F. Alonso - Alpine - 13 pontos
12) E. Ocon - Alpine - 12 pontos
13) L. Stroll - Aston Martin - 9 pontos
14) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - 8 pontos
15) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 1 ponto
16) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 1 ponto
17) M. Schumacher - Haas - 0 ponto
18) G. Russell - Williams - 0 ponto
19) N. Mazepin - Haas - 0 ponto
20) N. Latifi - Williams - 0 ponto

Mundial de Construtores 2021:
1) Red Bull - 174 pontos
2) Mercedes - 148 pontos
3) Ferrari - 94 pontos
4) McLaren - 92 pontos
5) Alpha Tauri - 39 pontos
6) Aston Martin - 37 pontos
7) Alpine - 25 pontos
8) Alfa Romeo - 2 pontos
9) Haas - 0 ponto
10) Williams - 0 ponto



Leclerc é pole em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Embora Lewis Hamilton tenha dado o ar da graça no Q1, fazendo o melhor tempo da primeira parte da classificação para o GP do Azerbaijão, no circuito urbano de Baku, Charles Leclerc confirmou a pole position da sexta etapa do Mundial de Fórmula-1, se beneficiando da batida de Yuki Tsunoda, da segunda equipe da Red Bull, que acabou atrapalhando Max Verstappen, pois o holandês não teve oportunidade de tentar uma última volta rápida. Carlos Sainz Jr. se assustou com o carro de Tsunoda parado e levou a Ferrari para a área de escape, também colidindo a Ferrari. Essa foi a segunda pole position seguida de Leclerc na temporada.
Com os incidentes do final do Q3, Hamilton foi o grande vitorioso da classificação, porque ficou à frente de Verstappen para a largada, na segunda posição. Leclerc disse que gostaria de ter conquistado a pole em uma pista que não fosse de rua:

- Tenho certeza de que a Mercedes e a Red Bull têm mais coisas para a corrida, mas é sempre bom ficar em primeiro.

Hamilton lembrou de todo o trabalho que a Mercedes fez de sexta para sábado para o carro melhorar:

- Tivemos muito trabalho. Mas pelo menos conseguimos entrar na briga. Será uma prova muito complicada. No entanto, temos um bom ritmo de corrida.

Verstappen lamentou a batida de Tsunoda, porém, apesar de toda a irritação, teve de se resignar com a terceira colocação no grid:

- Foi uma classificação estúpida, entretanto, essas coisas acontecem em circuitos de rua.

Com problemas de falta de aquecimento ideal dos pneus, as Mercedes resolveram “gastar” duas voltas para aquecer os compostos para fazer tempo na terceira. Sebastian Vettel lamentou a batida de Daniel Ricciardo no Q2 mas levará vantagem por poder largar com os pneus amarelos (mais duráveis) na décima primeira posição.
Patético mesmo foi um comentarista da Band antes da prova da F-2 em Baku explicando o atraso da corrida secundária pelas muitas batidas dos carros da F-1 na classificação. E o homem ainda "ensinou" os pilotos da F-1 que bateram nas proteções de pneus dizendo que "não se deve continuar com o pé no freio porque assim o volante não vira na curva", como se os superpilotos da F-1 não soubessem dessa coisa básica.

Resultado da Classificação:
1 Leclerc, Ferrari, 1:41:218
2 Hamilton, Mercedes, a 0:232
3 Verstappen, Red Bull, a 0:345
4 Gasly, AlphaTauri, a 0:347
5 Sainz Jr., Ferrari, a 0:358
6 Norris, McLaren, a 0:529
7 Perez, Red Bull, a 0:699
8 Tsunoda, AlphaTauri, a 0:993
9 Alonso, Alpine, a 1:109
10 Bottas, Mercedes, a 1:441

11 Vettel, Aston Martin
12 Ocon, Alpine
13 Ricciardo, McLaren
14 Raikkonen, Alfa Romeo
15 Russell, Williams

16 Latifi, Williams
17 Schumacher, Haas
18 Mazepin, Haas
19 Giovinazzi, Alfa Romeo
20 Stroll, Aston Martin



Mercedes se perde em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Nas longas sequências de curvas e retas rápidas do circuito urbano de Baku, no Azerbaijão, é como se a Mercedes tivesse se pedido no caminho. Após o péssimo desempenho em Mônaco, na prova anterior, Lewis Hamilton ficou apenas em décimo primeiro lugar no primeiro dia de treinos livres para a sexta etapa do Mundial de Fórmula-1, nesta sexta-feira, sempre reclamando do carro. Valtteri Bottas foi ainda pior, em décimo sexto. Lá na frente, a dupla da Red Bull superou a boa Ferrari em Baku, com Sergio Perez em primeiro, seguido por Max Verstappen, Carlos Sainz Jr. e Charles Leclerc, que bateu de frente na segunda sessão, deixando o bico da Ferrari estampado na proteção de pneus.
O grande poder de recuperação da equipe Mercedes está demorando para acontecer no campeonato deste ano. Se a equipe alemã não encontrar uma varinha mágica de sexta para sábado, verá a Red Bull se distanciar ainda mais na classificação, a partir das 9h (horário do Brasil) e na corrida no domingo, no mesmo horário.

Segundo treino livre:
1 Perez, Red Bull, 1:42:115
2 Verstappen, Red Bull, a 0:101
3 Sainz Jr., Ferrari, a 0:128
4 Leclerc, Ferrari, a 0:321
5 Gasly, AlphaTauri, a 0:419
6 Alonso, Alpine, a 0:578
7 Giovinazzi, Alfa Romeo, a 0:826
8 Norris, McLaren, a 0:903
9 Ocon, Alpine, a 0:905
10 Tsunoda, AlphaTauri, a 1:015
11 Hamilton, Mercedes, a 1:041
12 Raikkonen, Alfa Romeo, a 1:105
13 Ricciardo, McLaren, a 1:183
14 Stroll, Aston Martin, a 1:697
15 Vettel, Aston Martin, a 1:766
16 Bottas, Mercedes, a 2:069
17 Russell, Williams, a 2:442
18 Mazepin, Haas, a 3:448
19 Schumacher, Haas, a 3:980
20 Latifi, Williams, a 4:868



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal