03/2020 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Senna 60 anos

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Neste sábado, 21 de março, Ayrton Senna completaria 60 anos de idade. De tão lenda que o maior piloto que este mundo já viu, fica impossível de se imaginar o que ele estaria fazendo hoje em dia. É como se o tempo tivesse parado naquele dia da morte dele, em Ímola, e ele permanece sempre como um piloto, no auge de sua forma, fazendo aquilo que sempre fez como ninguém mais nesta vida e neste mundo. Ayrton Senna não seria hoje um dono de equipe de Fórmula-1, um consultor do mundo automobilístico, um comentarista de televisão. Ele não seria nada disso. Ele será sempre um piloto de F-1, o melhor, porque foi para isso que ele veio a este mundo.
Acelera, Ayrton!



Mônaco cancelado pela primeira vez

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Ninguém sabe o que acontecerá amanhã em qualquer atividade no mundo devido à pandemia do coronavírus. No esporte, também é assim, e na Fórmula-1, não poderia ser diferente. É mais fácil de se falar o que já está definido, por enquanto:
- Os GPs da Austrália e de Mônaco estão cancelados. Desde o início do Mundial, em 1950, será a primeira vez sem a corrida no Principado.
- Os GPs do Bahrein, da China, do Vietnã, da Holanda e da Espanha foram adiados.
- O novo regulamento técnico dos carros, inicialmente previsto para 2021, foi transferido para 2022.
- O teto orçamentário para frear os gastos da F-1 será implantado mesmo em 2021.

Terreno da suposição:
- Os vinte GPs que restaram, dos vinte e dois originais para 2020, seriam disputados em fins de semana com apenas dois dias de atividade, sem as sextas-feiras.
- Por ora, o Mundial estrearia com o GP do Azerbaijão, dia 7 de junho. Se a crise com o coronavírus não aumentar.
- Para acomodar vinte provas em seis meses de disputa – SE TERÁ MESMO O CAMPEONATO DESTE ANO -, seriam usados três fins de semana seguidos, ou até quatro.

Economia:

- A logística para a realização de um GP de F-1 é uma coisa pouco imaginada pela pessoa comum. Até mesmo dentro do circo, poucas pessoas sabem qual é o montante da soma desse dinheiro.
- Pelo mundo, os deslocamentos do circo são feitos em aviões Boeing 747 de carga. A F-1 tem muito dinheiro e esses aviões pertencem à categoria, mas tudo isso move muito dinheiro, mesmo sendo particular. E dinheiro não é uma coisa eterna.
- O combustível e demais líquidos dos caros da F-1 não podem ser transportados via aérea. Eles são levados de navio – fora da Europa. Ou seja, quando um GP está sendo disputado, os líquidos – inflamáveis ou não – de outros GPs já estão em deslocamento.
- Todos os jogos de pneus para o GP da Austrália que estavam montados nas rodas das equipes – a corrida foi cancelada duas horas antes do primeiro treino livre – não poderão ser reaproveitados. Ou seja, dinheiro posto fora.

Resumindo: a F-1 é riquíssima. Mas...



GP da Austrália cancelado

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Depois da McLaren e da Mercedes terem anunciado que estavam deixando o GP da Austrália, que seria a prova inaugural da temporada 2020, a FIA e a Liberty, a dona da Fórmula-1, confirmaram o cancelamento definitivo da prova, que seria disputado neste fim de semana, devido à pandemia do coronavírus. A exemplo de quase todos os esportes mundiais, a F-1 também segue o caminho em nome da segurança pública e de seus esportistas e empregados.
O GP do Bahrein, previsto para a próxima semana, com portões fechados para os torcedores, também está sob suspeita quanto a sua realização.



O Bolão 2020 e quem vence na Austrália?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


E aí, amantes dos autinhos, vamos de novo? Até que passou rápido a seca da Fórmula-1 neste ano, não? Já estamos aí com a abertura do Mundial, no próximo fim de semana, na Austrália. E vamos apostar aqui, para mais uma emocionante disputa do nosso Bolão. Como deu certo no ano passado, manteremos o regulamento, a exemplo da própria F-1. A única diferença será no desafio proposto a cada prova: será sempre envolvendo o hexacampeão Lewis Hamilton, pois o homem deve bater o recorde de vitórias de Michael Schumacher em 2020, ou a Ferrari, porque a equipe italiana chega ao seu milésimo GP neste ano (por isso, o nome do carro: SF1000), ou Kimi Raikkonen, que baterá o número de corridas disputadas na F-1, atualmente de Rubens Barrichello, além de passar de 5 para 10 pontos. Na primeira corrida, será com o Hamilton.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Regulamento, itens e a corrida no Albert Park, em Melbourne:

Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – para o GP da Austrália: em qual posição o Hamilton largará na corrida australiana?
Melhor piloto da prova, segundo internautas e telespectadores e publicado no final da transmissão da TV: 15 pontos
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances na Austrália:

Quinta-feira: primeiro treino livre, 22h, pelo SporTV.
Sexta-feira: segundo treino livre, 2h, pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, meia-noite, classificação, 3h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 2h10min, corrida, pela Globo.



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal