04/2019 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Bolão depois de Baku

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2019 F1 ·

Ao lado do Valtteri Bottas, o Francisco e o Marcelo foram os grandes vencedores da etapa de Baku, no Azerbaijão. E o troço botou fogo no nosso Bolão, com o Ismael ainda na liderança e o Francisco, o Professor, o Marcelo e o Maurício compondo o Top Five. A próxima parada abre a chamada Fase Europeia da Fórmula-1, com o GP da Espanha, daqui a duas semanas.

Parâmetros utilizados no GP do Azerbaijão:
Pole: BOTTAS
Vencedor: BOTTAS
Segundo: HAMILTON
Terceiro: VETTEL
Quarto: VERSTAPPEN
Quinto: LECLERC
Melhor volta da corrida: LECLERC
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: KUBICA
Desafio (proposto a cada prova): a corrida no circuito urbano de Baku existe desde 2016, mas somente a partir de 2017 foi denominado de GP do Azerbaijão, antes, era o GP da Europa. Em 2017, o canadense Lance Stroll foi o grande da da prova, terminando em terceiro, com a Williams. Então, quero saber em qual posição o Stroll termina na corrida de domingo, agora, com uma Racing Point. ‘Desistiu’ também é resposta. 9º
Melhor piloto da prova, segundo internautas e telespectadores e publicado no final da transmissão da TV: LECLERC

Azerbaijão:
1) Francisco Cavalin - 70 pontos
1) Marcelo Vieira - 70 pontos
3) André Borges - 60 pontos
4) Gabriel Dias - 50 pontos
4) Eduardo Saraiva - 50 pontos
4) Ismael Reichert - 50 pontos
7) Natanael Felipe Rhoden - 40 pontos
7) Tiago Reimann - 40 pontos
7) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 40 pontos
10) Pedro Henrique - 35 pontos
10) Daniel Cardoso - 35 pontos
10) Marcelo Pereira - 35 pontos
13) Maurício Dias - 25 pontos
14) Daniel Dias - 20 pontos
15) Mauro - 10 pontos
16) Luiz Herrera - 5 pontos
17) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 0 ponto

Total:
1) Ismael Reichert - 235 pontos
2) Francisco Cavalin - 215 pontos
3) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 200 pontos
4) Marcelo Vieira - 190 pontos
5) Maurício Dias - 160 pontos
5) Eduardo Saraiva - 160 pontos
7) Natanael Felipe Rhoden - 125 pontos
7) Gabriel Dias - 125 pontos
9) Marcelo Pereira - 120 pontos
9) André Borges - 120 pontos
11) Daniel Dias - 100 pontos
12) Pedro Henrique - 90 pontos
13) Daniel Cardoso - 85 pontos
14) Tiago Reimann - 80 pontos
15) Luiz Herrera - 50 pontos
16) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 45 pontos
17) Mauro - 35 pontos



Bottas vence e assume a liderança

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Valtteri Bottas brilhou no GP do Azerbaijão e assumiu a liderança do campeonato, não dando chances para o companheiro Lewis Hamilton. Sebastian Vettel largou na terceira posição e terminou no mesmo lugar. Charles Leclerc teve problemas durante a classificação no sábado e fez uma prova consistente, chegando inclusive a liderar a corrida. Mas a Ferrari deixou seu piloto muito tempo na pista e o monegasco perdeu até a quarta posição para Max Verstappen. Restou para Leclerc buscar a volta mais rápida da prova, o que ele conseguiu no penúltimo giro, depois de trocar os pneus para conseguir esse consolo.
A quarta etapa do campeonato foi bem interessante. Se não houve disputa de posições no pelotão da frente, sobrou estratégias entre os postulantes à vitória, com Hamilton nunca desistindo da vitória. O pentacampeão encurtou a desvantagem para o companheiro nas últimas voltas, no entanto, Bottas respondeu à altura e garantiu sua segunda conquista na temporada. Com isso, a Mercedes completou a dobradinha em todas as corridas da temporada, com duas vitórias de Bottas e duas de Hamilton.
A prova em Baku registrou ainda uma barbeiragem típica de confusões normais de trânsito nas grandes cidades. E a bobagem ficou por conta de Daniel Ricciardo. O australiano da Renault saiu da pista e bateu no carro de Daniil Kvyat quando engatou uma ré. Papelão, Xará!    

Resultado final do GP do Azerbaijão:
1) V. Bottas - Mercedes - 1h31min52s942
2) L. Hamilton - Mercedes - a 1s524
3) S. Vettel - Ferrari - a 11s739

4) M. Verstappen - Red Bull - a 17s493
5) C. Leclerc - Ferrari - a 1min09s107
6) S. Perez - Racing Point - a 1min16s416
7) C. Sainz Jr - McLaren - a 1min23s826
8) L. Norris - McLaren - a 1min30s268
9) L. Stroll - Racing Point - a 1min33s816
10) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a uma volta

11) A. Albon - Toro Rosso - a uma volta
12) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a uma volta
13) K. Magnussen - Haas - a uma volta
14) N. Hulkenberg - Renault - a uma volta
15) G. Russell - Williams - a duas voltas
16) R. Kubica - Williams - a duas voltas

17) P. Gasly - Red Bull - não completou
18) R. Grosjean - Haas - não completou
19) D. Kvyat - Toro Rosso - não completou
20) D. Ricciardo - Renault - não completou

Volta mais rápida - C. Leclerc - Ferrari - 1min43s009
Piloto do dia - C. Leclerc - Ferrari

Mundial de Pilotos 2019:
1) V. Bottas - Mercedes - 87 pontos
2) L. Hamilton - Mercedes - 86 pontos
3) S. Vettel - Ferrari - 52 pontos
4) M. Verstappen - Red Bull - 51 pontos
5) C. Leclerc - Ferrari - 47 pontos
6) S. Perez - Racing Point - 13 pontos
7) P. Gasly - Red Bull - 13 pontos
8) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 13 pontos
9) L. Norris - McLaren - 12 pontos
10) K. Magnussen - Haas - 8 pontos
11) N. Hulkenberg - Renault - 6 pontos
12) C. Sainz Jr - McLaren - 6 pontos
13) D. Ricciardo - Renault - 6 pontos
14) L. Stroll - Racing Point - 4 pontos
15) A. Albon - Toro Rosso - 3 pontos
16) D. Kvyat - Toro Rosso - 1 ponto
17) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 0 ponto
18) R. Grosjean - Haas - 0 ponto
19) G. Russell - Williams - 0 ponto
20) R. Kubica - Williams - 0 ponto

Mundial de Construtores 2019:
1) Mercedes - 173 pontos
2) Ferrari - 99 pontos
3) Red Bull - 64 pontos
4) McLaren - 18 pontos
5) Racing Point - 17 pontos
6) Alfa Romeo - 13 pontos
7) Renault - 12 pontos
8) Haas - 8 pontos
9) Toro Rosso - 4 pontos
10) Williams - 0 ponto



Bottas é pole em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Valtteri Bottas brilhou no treino de classificação neste sábado e conquistou a pole position da quarta etapa do Mundial de Fórmula-1, nas complicadas ruas de Baku, no Azerbaijão. Bottas conseguiu uma vantagem mínima sobre o companheiro Lewis Hamilton e três décimos de segundo sobre Sebastian Vettel, da Ferrari. Como já era esperado, o treino de classificação foi muito complicado neste circuito que na verdade é um absurdo ambulante. Na sexta-feira, George Russell sugou uma tampa de bueiro e destruiu a parte de baixo de sua Williams. No sábado, Robert Kubica, da Williams, bateu na curva de entrada do Castelinho, em um choque idêntico ao de Charles Leclerc, da Ferrari, no Q2. Com isso, o monegasco ficou de fora da luta pela pole position, que provavelmente teria conseguido, pois estava muito rápido durante todo o fim de semana no circuito de Baku.
Hamilton reconheceu depois do treino que a Ferrari estava mais forte nessa pista, mas que a Mercedes acertou as voltas no Q3. O pentacampeão prevê uma dura batalha na corrida contra a rival vermelha, mesmo que a Ferrari tenha apenas um carro para brigar pela vitória.
A quarta etapa da temporada está prevista para as 9h10min deste domingo, com transmissão ao vivo pela Globo.

Resultado da Classificação para o GP do Azerbaijão:
1) V. Bottas - Mercedes - 1min40s495
2) L. Hamilton - Mercedes - 1min40s554
3) S. Vettel - Ferrari - 1min40s797
4) M. Verstappen - Red Bull - 1min41s069
5) S. Perez - Racing Point - 1min41s593
6) D. Kvyat - Toro Rosso - 1min41s681
7) L. Norris - McLaren - 1min41s886
8) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 1min42s424 - perderá 10 posições
9) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 1min43s068
10) C. Leclerc - Ferrari - sem tempo

11) C. Sainz Jr - McLaren
12) D. Ricciardo - Renault
13) A. Albon - Toro Rosso
14) K. Magnussen - Haas
15) P. Gasly - Red Bull - largará dos boxes

16) L. Stroll - Racing Point
17) R. Grosjean - Haas
18) N. Hulkenberg - Renault
19) G. Russell - Williams
20) R. Kubica - Williams



Leclerc lidera em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Pelo menos no primeiro dia de treinos livres no circuito de Baku, no Azerbaijão, a Ferrari conseguiu reagir às três derrotas para a Mercedes nas primeiras etapas do Mundial de Fórmula-1 e ficou com as duas primeiras posições, com o monegasco Charles Leclerc e o alemão Sebastian Vettel, com três décimos de segundo separando os dois companheiros de equipe. O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes e líder do campeonato, ficou em terceiro, mais de meio segundo atrás de Leclerc.
O treino da manhã em Baku teve uma cena patética: uma tampa de bueiro do circuito de rua se soltou e destruiu a Williams do inglês George Russell, que não participou da sessão da tarde. O fato pode desencadear represálias da FIA contra a organização do GP do Azerbaijão. O circuito de Monte Carlo também tem tampas de bueiro no seu traçado mas jamais a mesma coisa ocorreu no Principado.

Segunda sessão de sexta-feira:
1.   Leclerc, Ferrari, 1:42:872
2.   Vettel, Ferrari, a 0:324
3.   Hamilton, Mercedes, a 0:669
4.   Verstappen, Red Bull, a 0:921
5.   Bottas, Mercedes, a 1:131
6.   Kvyat, Toro Rosso, a 1:305
7.   Sainz Jr., McLaren, a 1:311
8.   Albon, Toro Rosso, a 1:344
9.   Gasly, Red Bull, a 1:368
10. Norris, McLaren, a 1:423
11. Magnussen, Haas, a 2:029
12. Giovinazzi, Alfa Romeo, a 2:494
13. Perez, Racing Point, a 2:564
14. Raikkonen, Alfa Romeo, a 2:610
15. Ricciardo, Renault, a 2:611
16. Grosjean, Haas, a 2:746
17. Hulkenberg, Renault, a 3:845
18. Stroll, Racing Point, a 5:003
19. Kubica, Williams, a 5:239
20. Russell, Williams, sem tempo    



Quem vence no Azerbaijão?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2019 F1 ·

E aí, amantes dos autinhos! Então, está aí a quarta etapa do Mundial de Fórmula-1, no abominável circuito de rua de Baku. Apesar de já ter sido sede do GP da Europa, em 2016, o Azerbaijão não abre a temporada europeia. A condição fica para o GP da Espanha, a corrida seguinte do campeonato.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Baku:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Melhor volta da corrida: sobrenome do piloto: 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Desafio (proposto a cada prova): a corrida no circuito urbano de Baku existe desde 2016, mas somente a partir de 2017 foi denominado de GP do Azerbaijão, antes, era o GP da Europa. Em 2017, o canadense Lance Stroll foi o grande da da prova, terminando em terceiro, com a Williams. Então, quero saber em qual posição o Stroll termina na corrida de domingo, agora, com uma Racing Point. ‘Desistiu’ também é resposta. 5 pontos
Melhor piloto da prova, segundo internautas e telespectadores e publicado no final da transmissão da TV: 15 pontos
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances no Azerbaijão:
Sexta-feira: 6h, primeiro treino livre, 10h, segundo treino, ambos pelo SporTV.
Sábado: 7h, terceiro treino livre, 10h, classificação, ambos pelo SporTV.
Domingo: 9h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois da China

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2019 F1 ·

Ao lado do Lewis Hamilton, o Ismael foi o grande vencedor do milésimo GP da Fórmula-1, na China. Mais, com a conquista, o Ismael assumiu a ponta do nosso Bolão, a exemplo também do Hamilton, tirando a primeira posição do nosso Professor, que baixa para a segunda posição, com o Francisco compondo o pódio atual da competição. O Maurício também foi muito bem na China, quase empatando com o Ismael.
Mas não dá para descansar, no próximo fim de semana, já tem o GP do Azerbaijão.

Parâmetros utilizados no GP da China:
Pole: BOTTAS
Vencedor: HAMILTON
Segundo: BOTTAS
Terceiro: VETTEL
Quarto: VERSTAPPEN
Quinto: LECLERC
Melhor volta da corrida: GASLY
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: KUBICA
Desafio (proposto a cada prova): Daniel Ricciardo venceu o GP da China no ano passado, com a Red Bull. Então, quero saber em qual posição o australiano termina na prova este ano, agora a bordo da Renault. SÉTIMO
Melhor piloto da prova, segundo internautas e telespectadores e publicado no final da transmissão da TV: HAMILTON

China:
1) Ismael Reichert - 95 pontos
2) Maurício Dias - 90 pontos
3) Francisco Cavalin - 85 pontos
4) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 60 pontos
5) Pedro Henrique - 55 pontos
6) Natanael Felipe Rhoden - 40 pontos
7) Marcelo Vieira - 30 pontos
7) Eduardo Saraiva - 30 pontos
9) Gabriel Dias - 25 pontos
9) Daniel Dias - 25 pontos
9) Marcelo Pereira - 25 pontos
9) André Borges - 25 pontos
13) Daniel Cardoso - 20 pontos
13) Luiz Herrera - 20 pontos
15) Tiago Reimann - 5 pontos
15) Mauro - 5 pontos

Total:
1) Ismael Reichert - 185 pontos
2) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 160 pontos
3) Francisco Cavalin - 145 pontos
4) Maurício Dias - 135 pontos
5) Marcelo Vieira - 120 pontos
6) Eduardo Saraiva - 110 pontos
7) Marcelo Pereira - 85 pontos
7) Natanael Felipe Rhoden - 85 pontos
9) Daniel Dias - 80 pontos
10) Gabriel Dias - 75 pontos
11) André Borges - 60 pontos
12) Pedro Henrique - 55 pontos
13) Daniel Cardoso - 50 pontos
14) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 45 pontos
14) Luiz Herrera - 45 pontos
16) Mauro - 25 pontos



Vencedores e perdedores da milésima

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

O site oficial da Fórmula-1 escolheu os vencedores e os perdedores do GP da China, a milésima corrida da categoria, desde a primeira, no circuito de Silverstone, em 1950. Veja se você concorda:

Vencedor: Lewis Hamilton
Evolução do estilo de condução conquistou a vitória no GP da China. Não foi seu melhor final de semana. Hamilton ficou bastante desconfortável com sua Mercedes durante o treino de sexta-feira, mas começou a jogar em ritmo acelerado no decorrer do fim de semana. Superou seu companheiro Valtteri Bottas na largada e foi embora.

Perdedor: Charles Leclerc
A conversa no paddock na tarde de quinta-feira se concentrou em saber se Charles Leclerc compensaria sua derrota no Bahrein e conquistaria sua primeira vitória na F-1. Porém, ficou claro na sexta-feira que a velocidade da Ferrari e o aparente ressurgimento da Mercedes estavam fazendo frente à equipe italiana. A classificação foi frustrante, com Leclerc derrotado por Sebastian Vettel para começar em quarto.

Vencedor: Mercedes
A Mercedes parecia estar nas cordas depois dos testes da pré-temporada. Mesmo assim, deixou a China com uma marca perfeita: três dobradinhas nas três primeiras provas do ano, algo que não acontecia desde 1992, com a Williams e os pilotos Nigel Mansell e Riccardo Patrese.

Perdedor: Haas
Está tudo começando a dar errado para a Haas. Nos treinos da pré-temporada, a equipe norte-americana parecia ter o quarto melhor carro, entretanto, caiu para sexto na corrida de estreia, na Austrália. Para Guenther Steiner, o Team Principal, a equipe entende o que está errado, mas ainda não conseguiu uma solução e simplesmente precisa de mais tempo.

Vencedor: Pierre Gasly
O jovem piloto francês tinha tudo para acreditar em uma grande temporada em 2019, afinal, estava trocando a Toro Rosso pela Red Bull, a primeira equipe da empresa austríaca. Depois de levar laço do companheiro Max Verstappen na Austrália e mostrar um tênue progresso no Bahrein, Gasly teve um fim de semana mais próximo de suas atuações na Toro Rosso em 2018. No entanto, o francês precisa progredir mais já na próxima etapa, no Azerbaijão, pois Helmut Marko, o consultor técnico da Red Bull, não costuma dar muito tempo para seus jovens pilotos.

Perdedor: Nico Hulkenberg
Desta vez, a vítima do MGU-K, um Calcanhar de Aquiles dos motores turbo-híbridos da Renault desde 2014, foi Nico Hulkenberg. O GP da China foi bem curto para o bom piloto alemão.

Vencedor: Daniel Ricciardo
O ótimo piloto australiano conquistou seus primeiros pontos na nova equipe, com um sétimo lugar, superando o companheiro Nico Hulkenberg em todo o final de semana. Ricciardo é a grande esperança de crescimento da Renault neste ano.

Perdedor: McLaren
Como disse o diretor esportivo Gil de Ferran depois do GP da China, “as corridas podem ser muito cruéis às vezes e hoje foram”. Lando Norris e Carlos Sainz Jr. estavam simplesmente no lugar errado, na primeira volta, quando ambos se chocaram com Daniil Kvyat, da Toro Rosso, que acabou com todas as esperanças de pontos da McLaren em Xangai.

Vencedor: Alexander Albon
O fim de semana de Alexander Albon estava em frangalhos no sábado, depois de ter batido fortemente na classificação. Mas como a equipe reconstruiu sua Toro Rosso, ele fez uma prova consistente no domingo e terminou em décimo, uma posição apenas atrás de Kimi Raikkonen, o experiente primeiro piloto da Alfa Romeo.

Perdedor: Daniil Kvyat
O russo, que retornou à F-1 neste ano como sua última chance, após aprontar muito no passado, deveria ter levado para casa pontos na China, tendo começado em 11º no grid com escolha de pneus livre e um bom carro. Porém, Kvyat entendeu tudo errado na curva 6 de Xangai e bateu em Sainz Jr. e depois em Norris. O Torpedo, um apelido dado a ele por Vettel na China há três anos devido a uma batida estúpida do russo no tetracampeão, ainda conseguiu continuar depois do choque duplo nas McLaren, entretanto, foi obrigado a abandonar mais tarde.



Hamilton vence a milésima

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Nada mais justo que a vitória do milésimo GP da Fórmula-1 ficasse com Lewis Hamilton, afinal, o pentacampeão parte em rumo acelerado para igualar e superar as 91 conquistas de Michael Schumacher. Só faltam 16, agora. Para a vitória neste fim de semana, Hamilton tratou de resolver tudo na largada, deixando na poeira o companheiro e pole position Valtteri Bottas. Sem achar o acerto ideal para a pista de Xangai nos treino livres da terceira etapa do Mundial, Hamilton preparou a máquina para a corrida. Assim, o piloto inglês deitou e rolou, não dando a menor chance para Bottas e as Ferrari.
Aliás, Sebastian Vettel também colocou a casa em ordem na Ferrari, deixando o companheiro Charles Leclerc para trás. E pegou muito mal para o jovem monegasco pedir à equipe que o alemão cedesse a posição para ele no início da prova, alegando que estava mais rápido naquele momento. Depois da brilhante corrida na etapa anterior, no Bahrein, a qual só não venceu porque teve quebra de um cilindro do motor da Ferrari de número 16, Leclerc resolveu botar as garras de fora. Não é assim, guri! Apesar de a Ferrari ter fugido as suas tradições e ter liberado que os pilotos brigassem por posição a partir da corrida anterior, Vettel ainda é sua estrela principal, com um currículo de botar o monegasco no chinelo. Com um talento fora do comum, Leclerc terá de comer muito feijão para ficar ombro a ombro com Vettel.
Em matéria de emoção, o GP da China foi na contramão das duas primeiras corridas da temporada. Hamilton decidiu tudo na largada, Bottas se contentou com a segunda posição, Vettel acabou com a disputa interna com Leclerc logo na primeira parte da prova e Max Verstappen assumiu a quarta posição superando o monegasco na tática de paradas. Está claro também que a Mercedes está uns degraus a cima da Ferrari. Esse quadro não deve mudar antes da próxima etapa, dia 28, no Azerbaijão e seu monótono traçado de rua. A Ferrari tentará reverter a situação na abertura da fase europeia, daqui a um mês, na Espanha, no circuito de Montmeló, palco dos treinos da pré-temporada quando a equipe italiana reinou absoluta.



Hamilton vence na China

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Retorne em breve para acompanhar os comentários deste milésimo Grande Prêmio de Fórmula-1.

Resultado final do GP da China:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h32min06s350
2) V. Bottas - Ferrari - a 6s552
3) S. Vettel - Ferrari - a 13s744

4) M. Verstappen - Red Bull - a 27s627
5) C. Leclerc - Ferrari - a 31s276
6) P. Gasly - Red Bull - a 1min29s307
7) D. Ricciardo - Renault - a uma volta
8) S. Perez - Racing Point - a uma volta
9) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a uma volta
10) A. Albon - Toro Rosso - a uma volta

11) R. Grosjean - Haas - a uma volta
12) L. Stroll - Racing Point - a uma volta
13) K. Magnussen - Haas - a uma volta
14) C. Sainz Jr - McLaren - a uma volta
15) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a uma volta
16) G. Russell - Williams - a duas voltas
17) R. Kubica - Williams - a duas voltas

18) L. Norris - McLaren - não completou
19) D. Kvyat - Toro Rosso - não completou
20) N. Hulkenberg - Renault - não completou

Volta mais rápida - P. Gasly - Red Bull - 1min34s742
Piloto do dia - L. Hamilton - Mercedes

Mundial de Pilotos 2019:
1) L. Hamilton - Mercedes - 68 pontos
2) V. Bottas - Mercedes - 62 pontos
3) M. Verstappen - Red Bull - 39 pontos
4) S. Vettel - Ferrari - 37 pontos
5) C. Leclerc - Ferrari - 36 pontos
6) P. Gasly - Red Bull - 13 pontos
7) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 12 pontos
8) L. Norris - McLaren - 8 pontos
9) K. Magnussen - Haas - 8 pontos
10) N. Hulkenberg - Renault - 6 pontos
11) D. Ricciardo - Renault - 6 pontos
12) S. Perez - Racing Point - 5 pontos
13) A. Albon - Toro Rosso - 3 pontos
14) L. Stroll - Racing Point - 2 pontos
15) D. Kvyat - Toro Rosso - 1 ponto
16) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 0 ponto
17) G. Russell - Williams - 0 ponto
18) R. Kubica - Williams - 0 ponto
19) C. Sainz Jr - McLaren - 0 ponto
20) R. Grosjean - Haas - 0 ponto

Mundial de Construtores 2019:
1) Mercedes - 130 pontos
2) Ferrari - 73 pontos
3) Red Bull - 52 pontos
4) Renault - 12 pontos
5) Alfa Romeo - 12 pontos
6) McLaren - 8 pontos
7) Haas - 8 pontos
8) Racing Point - 7 pontos
9) Toro Rosso - 4 pontos
10) Williams - 0 ponto



Bottas é pole na China

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


O finlandês Valtteri Bottas conquistou a pole position do milésima GP da Fórmula-1, na China, na madrugada desta sexta para sábado pelo nosso horário. Bottas conseguiu a pole por dois centésimos de segundos dobre o companheiro Lewis Hamilton e três décimos de segundos sobre as Ferrari de Sebastian Vettel e Charles Leclerc, o terceiro e o quarto colocados no grid de largada, respectivamente. Como os quatro pilotos das duas principais equipes fizeram seus melhores tempos no Q2 com pneus macios – os amarelos -, as duas equipes largam na corrida em condições iguais de permanência na pista antes da primeira parada de box. A Mercedes mostrou uma impressionante superação na hora decisiva do treino oficial e larga neste domingo com uma pequena vantagem sobre a rival Ferrari.

1) V. Bottas - Mercedes - 1min31s547
2) L. Hamilton - Mercedes - 1min31s570
3) S. Vettel - Ferrari - 1min31s848
4) C. Leclerc - Ferrari - 1min31s865
5) M. Verstappen - Red Bull - 1min32s089
6) P. Gasly - Red Bull - 1min32s930
7) D. Ricciardo - Renault - 1min32s958
8) N. Hulkenberg - Renault - 1min32s962
9) K. Magnussen - Haas - sem tempo
10) R. Grosjean - Haas - sem tempo

11) D. Kvyat - Toro Rosso
12) S. Perez - Racing Point
13) K. Raikkonen - Alfa Romeo
14) C. Sainz Jr - McLaren
15) L. Norris - McLaren

16) L. Stroll - Racing Point
17) G. RUssell - Williams
18) R. Kubica - WIlliams
19) A. Giovinazzi - Alfa Romeo
20) A. Albon - Toro Rosso



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal