Hamilton é o dono de Montreal - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton é o dono de Montreal

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Na corrida em que Lewis Hamilton igualou o número de poles positions de Ayrton Senna e venceu a prova, a decisão aconteceu na largada. Segundo no grid, o líder do campeonato, Sebastian Vettel, partiu para cima do rival inglês, mas outros dois pilotos, Valtteri Bottas e Max Verstappen, foram mais rápidos e superaram o alemão da Ferrari.
Vettel ficou então no meio de Bottas e Verstappen. Na tomada da curva 1, o lado direito do bico da Ferrari bateu no pneu traseiro esquerdo da Red Bull, a do holandês. Hamilton foi embora e Vettel teve de ir para o box depois de duas voltas, pois precisava colocar um bico novo, caindo para o último.
Ainda no início do GP do Canadá, sétima etapa da temporada, disputado neste domingo, o espanhol Carlos Sainz Jr. bateu no francês Romain Grosjean e foi arremessado contra a Williams de Felipe Massa, acabando com a prova dos dois.
Vettel colocou os pneus vermelhos – supermacios -, os segundos mais rápidos para esta corrida, indicando que teria mais uma parada para fazer. Enquanto isto, Hamilton, em uma grande atuação e sem erros, solidificava cada vez mais sua terceira vitória no ano, seguido por Verstappen, Bottas e Daniel Riccardo. No entanto, Verstappen foi obrigado a abandonar com possíveis problemas de potência no motor. Pronto, ficava ali definida a primeira dobradinha da Mercedes na temporada.
A partir dali, a corrida passou a ser uma sucessão de monotonia, com as Mercedes controlando o ritmo e fazendo apenas um pit stop e com a Force India brilhando com seus dois pilotos, o mexicano Sergio Perez e o francês Esteban Ocon, um dos grandes nomes da prova no circuito Gilles Villeneuve, ao lado, naturalmente, de Hamilton e Vettel, que escalou o pelotão e terminou em quarto lugar, tirando as posições dos representantes da Force India no final, dando um presente para os olhos dos aficionados ao fazer uma ultrapassagem de mestre sobre o ótimo Ocon.
A sétima etapa do Mundial de Fórmula-1 não veio para o Brasil pela Globo, mas mesmo assim os telespectadores foram poupados das asneiras habituais dos responsáveis pela transmissão, desta vez, do SporTV. Irresponsavelmente, a turma da TV passou a acusar acintosamente a equipe Ferrari por ter chamado Kimi Raikkonen para a segunda parada de box, o que seria, para os caras da TV, uma manobra para beneficiar Vettel, tirando seu companheiro finlandês de sua frente. Algumas voltas depois, Vettel também foi chamado aos boxes, com o trio do canal por assinatura silenciando sobre o assunto.
Entretanto, narrador e comentaristas voltaram à carga quando Vettel apareceu nas imagens novamente à frente de Raikkonen, passando de novo a hostilizar a equiper italiana. Segundos após, uma cena recuperada mostrou que o finlandês tinha saído da pista na última chicane do traçado de Montreal. A verdade é que Raikkonen estava enfrentando problemas com os freios, uma particularidade sempre dramática do circuito canadense. O que fez o trio então? Foi tratar de outros assuntos, nem ao menos tendo a honradez de pedir desculpas ao telespectador.
Tirando as péssimas impressões vindas da TV, a vitória de Hamilton foi o que melhor poderia ter acontecido para a continuação das emoções da guerra pelo título entre Vettel e Hamilton, com a diferença agora caindo de 25 para 13 pontos. Daqui a duas semanas, o duelo das duas grandes estrelas do momento continuará na pista de rua de Baku, no Azerbaijão.
Vettel e Hamilton são dois dos três monstros sagrados da F-1 na atualidade. O outro, Fernando Alonso, vindo de sua brilhante atuação nas 500 Milhas de Indianápolis, há duas semanas, fez o que pode no Canadá com a problemática McLaren/Honda. Neste domingo, já no apagar das luzes da prova, o motor colocou o espanhol novamente a pé, junto às arquibancadas do Grampo de Montreal. E Alonso, de bem com a vida, não teve dúvidas, saiu do carro e foi para o meio dos torcedores, em uma imagem inédita na F-1.



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal