Vencedores e perdedores da milésima - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Vencedores e perdedores da milésima

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

O site oficial da Fórmula-1 escolheu os vencedores e os perdedores do GP da China, a milésima corrida da categoria, desde a primeira, no circuito de Silverstone, em 1950. Veja se você concorda:

Vencedor: Lewis Hamilton
Evolução do estilo de condução conquistou a vitória no GP da China. Não foi seu melhor final de semana. Hamilton ficou bastante desconfortável com sua Mercedes durante o treino de sexta-feira, mas começou a jogar em ritmo acelerado no decorrer do fim de semana. Superou seu companheiro Valtteri Bottas na largada e foi embora.

Perdedor: Charles Leclerc
A conversa no paddock na tarde de quinta-feira se concentrou em saber se Charles Leclerc compensaria sua derrota no Bahrein e conquistaria sua primeira vitória na F-1. Porém, ficou claro na sexta-feira que a velocidade da Ferrari e o aparente ressurgimento da Mercedes estavam fazendo frente à equipe italiana. A classificação foi frustrante, com Leclerc derrotado por Sebastian Vettel para começar em quarto.

Vencedor: Mercedes
A Mercedes parecia estar nas cordas depois dos testes da pré-temporada. Mesmo assim, deixou a China com uma marca perfeita: três dobradinhas nas três primeiras provas do ano, algo que não acontecia desde 1992, com a Williams e os pilotos Nigel Mansell e Riccardo Patrese.

Perdedor: Haas
Está tudo começando a dar errado para a Haas. Nos treinos da pré-temporada, a equipe norte-americana parecia ter o quarto melhor carro, entretanto, caiu para sexto na corrida de estreia, na Austrália. Para Guenther Steiner, o Team Principal, a equipe entende o que está errado, mas ainda não conseguiu uma solução e simplesmente precisa de mais tempo.

Vencedor: Pierre Gasly
O jovem piloto francês tinha tudo para acreditar em uma grande temporada em 2019, afinal, estava trocando a Toro Rosso pela Red Bull, a primeira equipe da empresa austríaca. Depois de levar laço do companheiro Max Verstappen na Austrália e mostrar um tênue progresso no Bahrein, Gasly teve um fim de semana mais próximo de suas atuações na Toro Rosso em 2018. No entanto, o francês precisa progredir mais já na próxima etapa, no Azerbaijão, pois Helmut Marko, o consultor técnico da Red Bull, não costuma dar muito tempo para seus jovens pilotos.

Perdedor: Nico Hulkenberg
Desta vez, a vítima do MGU-K, um Calcanhar de Aquiles dos motores turbo-híbridos da Renault desde 2014, foi Nico Hulkenberg. O GP da China foi bem curto para o bom piloto alemão.

Vencedor: Daniel Ricciardo
O ótimo piloto australiano conquistou seus primeiros pontos na nova equipe, com um sétimo lugar, superando o companheiro Nico Hulkenberg em todo o final de semana. Ricciardo é a grande esperança de crescimento da Renault neste ano.

Perdedor: McLaren
Como disse o diretor esportivo Gil de Ferran depois do GP da China, “as corridas podem ser muito cruéis às vezes e hoje foram”. Lando Norris e Carlos Sainz Jr. estavam simplesmente no lugar errado, na primeira volta, quando ambos se chocaram com Daniil Kvyat, da Toro Rosso, que acabou com todas as esperanças de pontos da McLaren em Xangai.

Vencedor: Alexander Albon
O fim de semana de Alexander Albon estava em frangalhos no sábado, depois de ter batido fortemente na classificação. Mas como a equipe reconstruiu sua Toro Rosso, ele fez uma prova consistente no domingo e terminou em décimo, uma posição apenas atrás de Kimi Raikkonen, o experiente primeiro piloto da Alfa Romeo.

Perdedor: Daniil Kvyat
O russo, que retornou à F-1 neste ano como sua última chance, após aprontar muito no passado, deveria ter levado para casa pontos na China, tendo começado em 11º no grid com escolha de pneus livre e um bom carro. Porém, Kvyat entendeu tudo errado na curva 6 de Xangai e bateu em Sainz Jr. e depois em Norris. O Torpedo, um apelido dado a ele por Vettel na China há três anos devido a uma batida estúpida do russo no tetracampeão, ainda conseguiu continuar depois do choque duplo nas McLaren, entretanto, foi obrigado a abandonar mais tarde.



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2019-04-18 22:11:49
Assino embaixo sobre o Kubica. Quanto à Red Bull chegar à Mercedes, não acredito. O motor Honda ainda está muito longe do Mercedes e do Ferrari.
Francisco Cavalin
2019-04-18 03:14:53
Verstappen foi um vencedor. Saiu da China na 3a posição do campeonato. Não duvido que a Honda apronte pra cima da Ferrari e a RBR passe a fazer frente às Mercedes.
Se a Mercedes foi vencedora, a Ferrari foi a derrotada e não todas as outras, porque quem pintou como favorita foi ela.
A Willians foi derrota por todas as equipes e será derrotada em todas as corridas.
Kubica é um vencedor por pilotar um F1 com uma mão só, mas lamentavelmente foi derrotado, seu tempo já passou. Ele deveria parar de cabeça erguida e dar oportunidade para um piloto mais novo.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal