Por que o Brasil precisa ter alguém na F-1? - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Por que o Brasil precisa ter alguém na F-1?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Na semana passada, depois do GP da Inglaterra, a Fórmula-1 se reuniu novamente no circuito de Silverstone para dois dias de testes. Algo raro nos tempos modernos, com cada vez menos ensaios das equipes por conta dos rígidos regulamentos. Os dois pilotos brasileiros do grid de 2016 estava ausentes. Felipe Massa não foi porque a Williams escalou um reserva e Felipe Nasr ficou de fora porque a Sauber não tem dinheiro sobrando.
No box da Toro Rosso, entretanto, um representante do Brasil pilotou pela primeira vez um F-1. Participante do Programa de Jovens Talentos da Red Bull – dona da equipe italiana do Touro Vermelho e responsável pelo ingresso na principal categoria do automobilismo do tetracampeão Sebastian Vettel –, o mineiro Sérgio Sette Câmara, de apenas 17 anos, foi destacado para os testes na quarta-feira.
Sedentos pela chegada de um novo nome de destaque na F-1, os brasileiros logo se alvoroçaram para tentar saber quem era aquele garoto a bordo de uma Toro Rosso. Descrente pela inegável curva descendente de Massa e pela ainda falta de uma acelerada maior de Nasr, a torcida brasileira tem urgência por saber novas notícias. Afinal, e voz corrente que "o Brasil não pode ficar sem um corredor na F-1, pois o país tem piloto no grid desde 1970, e isso seria uma tragédia".
Por que?
Os oito títulos e o sucesso do nosso país na F-1 vieram porque teve um homem certo na equipe certa e na hora certa.
Emerson Fittipaldi era o piloto certo quando a Lotus ficou sem o austríaco Jochen Rindt, morto em um acidente no circuito de Monza, no começo dos anos 70.
Nelson Piquet era o piloto certo para a Brabham que nunca tinha encontrado um campeão em potencial até o início dos anos 80.
Ayrton Senna era o piloto certo primeiro para uma Lotus já em decadência em 1984 e depois para a McLaren, logo em seguida.
Fora que os três eram extra-classe, evidentemente.
José Carlos Pace morreu cedo em uma queda de avião. Rubens Barrichello e Felipe Massa vieram mais na esteira do sucesso dos três campeões nacionais e pela "necessidade de termos um piloto na F-1". Mas não eram os caras certos.
Por que o Brasil tem de ter alguém no grid?
A Grã-Bretanha e a Itália são o berço do automobilismo. Há quanto tempo não alinha para a largada um corredor do famoso país da bota? Desde 2011, com Jarno Trulli em final de carreira. Quantos campeões italianos teve o Mundial, iniciado em 1950? Dois, Nino Farina, o primeiro, e Alberto Ascari, duas vezes, em 1952 e 1953.
A Itália teve o maior piloto do mundo bem antes de a F-1 existir, e muito gente só sabe da existência do mitológico Tazio Nuvolari (uma das fotos acima) devido à literatura de competição. Pois bem! Ele era italiano, participou desde os primeiros passos da Ferrari e ajudou a consolidar a história da Itália nas pistas.
Todos os grandes nomes de outrora, passando também por Guiseppe Campari e Lorenzo Bandini, não asseguram um lugar sequer para pilotos italianos nos dias de hoje. E nem por isso a Itália faz drama. A terra da massa tem a Ferrari, sim, no entanto, o nome oficial do campeonato é Mundial de Pilotos.
Com exceção de algumas provas aventureiras de Chico Landi quando a F-1 estava nascendo, a categoria só ficou sabendo de algum corredor daqui 20 anos após sua estreia. Então, por que "não "podemos ficar sem piloto no grid"? Podemos! Até por que o próximo campeão brasileiro surgirá, como veio em 1972, naturalmente. Sem dramas e sem a opressora responsabilidade de ser "o novo Senna".



2 comentários
Média dos votos: 125.0/5
Maurício Dias
2016-07-30 00:36:27
Concordo plenamente contigo mano Daniel, este piloto brasileiro vai vir ao natural. Nos acustamos mal com os ídolos do passado, que eram muito bons, quando dependia muito mais da capacidade humana que da máquina.
Hoje os pilotos que aparecem mais, são aqueles que estão no melhor carro, na hora certa.
Entregue uma Mercedes na mão do Felipe Nars, com certeza teríamos um Brasileiro campeão ou não Daniel ?
Mauro
2016-07-29 14:57:13
Felipe Nasr é uma mentira igual ao outro Felipe.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal