Mônaco cancelado pela primeira vez - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Mônaco cancelado pela primeira vez

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Ninguém sabe o que acontecerá amanhã em qualquer atividade no mundo devido à pandemia do coronavírus. No esporte, também é assim, e na Fórmula-1, não poderia ser diferente. É mais fácil de se falar o que já está definido, por enquanto:
- Os GPs da Austrália e de Mônaco estão cancelados. Desde o início do Mundial, em 1950, será a primeira vez sem a corrida no Principado.
- Os GPs do Bahrein, da China, do Vietnã, da Holanda e da Espanha foram adiados.
- O novo regulamento técnico dos carros, inicialmente previsto para 2021, foi transferido para 2022.
- O teto orçamentário para frear os gastos da F-1 será implantado mesmo em 2021.

Terreno da suposição:
- Os vinte GPs que restaram, dos vinte e dois originais para 2020, seriam disputados em fins de semana com apenas dois dias de atividade, sem as sextas-feiras.
- Por ora, o Mundial estrearia com o GP do Azerbaijão, dia 7 de junho. Se a crise com o coronavírus não aumentar.
- Para acomodar vinte provas em seis meses de disputa – SE TERÁ MESMO O CAMPEONATO DESTE ANO -, seriam usados três fins de semana seguidos, ou até quatro.

Economia:

- A logística para a realização de um GP de F-1 é uma coisa pouco imaginada pela pessoa comum. Até mesmo dentro do circo, poucas pessoas sabem qual é o montante da soma desse dinheiro.
- Pelo mundo, os deslocamentos do circo são feitos em aviões Boeing 747 de carga. A F-1 tem muito dinheiro e esses aviões pertencem à categoria, mas tudo isso move muito dinheiro, mesmo sendo particular. E dinheiro não é uma coisa eterna.
- O combustível e demais líquidos dos caros da F-1 não podem ser transportados via aérea. Eles são levados de navio – fora da Europa. Ou seja, quando um GP está sendo disputado, os líquidos – inflamáveis ou não – de outros GPs já estão em deslocamento.
- Todos os jogos de pneus para o GP da Austrália que estavam montados nas rodas das equipes – a corrida foi cancelada duas horas antes do primeiro treino livre – não poderão ser reaproveitados. Ou seja, dinheiro posto fora.

Resumindo: a F-1 é riquíssima. Mas...



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2020-03-22 14:54:22
Pois é. Tá difícil de enxergar uma luz no fim do túnel com este troço e que não seja um trem.
Francisco Cavalin
2020-03-20 23:08:48
Confinar para sobreviver. Se um atleta de qualquer esporte desenvolver a forma mais grave, mesmo que se recupere, já pode dar entrada na aposentadoria. Nossa meta em 2020 é sobreviver. Não sei quando isto vai acabar, mas não deve ser antes de junho. Talvez só no fim do nosso inverno em setembro.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal