Choro de Hamilton tem razão de ser? - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Choro de Hamilton tem razão de ser?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Com duas péssimas atuações no ano, na Rússia e em Mônaco, com uma vitória no meio dessas corridas, na Espanha, Lewis Hamilton visitará a sede da Mercedes esta semana para tentar descobrir a causa da “oscilação do carro neste ano”, como o tricampeão definiu sua situação.
Mas agora eu pergunto: é o carro que está oscilando ou é o piloto inglês? Vamos lá: na Rússia, Hamilton não se encontrou em nenhum momento do fim de semana. Enquanto isto, o seu companheiro, Valtteri Bottas, encarava sozinho as Ferrari e, com uma largada fulminante, acabou com o favoritismo dos italianos no circuito de Sochi, vencendo a prova. Não deixe de me acompanhar. Com quatro corridas na equipe até então, Bottas não deu nenhum sinal que a W08 tinha problemas.
Seguindo: na etapa seguinte, em Barcelona, Hamilton, muito disposto, voltou a apresentar o seu melhor. Marcou a pole, perdeu a primeira posição para Sebastian Vettel na largada e reconquistou a ponta mais tarde, com uma breve ajuda de Bottas, que segurou o ritmo de Vettel para que o companheiro pudesse superar o alemão da Ferrari. Logo após a conquista, Hamilton se desmanchou em elogios para a W08.
Chegando a Monte Carlo: Hamilton foi o mais rápido no primeiro treino livre. Para a segunda sessão, a equipe mexeu no set up do carro e Vettel botou um trem de diferença na Mercedes à tarde no Principado. Para o treino livre de sábado, a Ferrari continuou comandando. Por outro lado, os caras da Flecha de Prata alemã disseram que não mais encontraram o acerto da primeira sessão de quinta-feira.
Como assim?
Como uma equipe tricampeã do mundo, com os ajustes da máquina todos guardados nos computadores, não consegue mais lembrar do acerto anterior? Conversa fiada! Veio o treino de classificação, com Hamilton se “quebrando” para achar uma volta rápida para ir ao Q3, a hora da verdade da sessão oficial, e o Bottas frouxo na parada, andando pau a pau com as duas Ferrari, coisa que o finlandês fez até o final, ficando em terceiro mas no mesmo centésimo de segundo dos carros da equipe vermelha. E o Hamilton? Nem conseguiu se classificar para a última parte do treino, pois foi atrapalhado com a batida de Stofell Vandoorne na última tentativa do inglês para ir ao Q3.
Quem sou eu para desmentir o Hamilton, que vive o dia a dia da equipe. Só acho que isto de o carro ter uma oscilação de prova para prova (só o dele, não é?) é história pra boi dormir demais para o meu gosto.
Hamilton, em vez de cobrar de sua equipe, faça um mergulho para dentro de si próprio! Você tem todas as condições de continuar lutando pelo título com o Vettel, basta não começar a enxergar pêlo em ovo nem monstros em castelos situados nas nuvens.



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal