Hamilton vence no Bahrein - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton vence no Bahrein

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·












Em uma corrida marcada pelo acidente de Romain Grosjean na primeira largada (e sobre isso eu falo em seguida), o heptacampeão Lewis Hamilton conquistou no GP do Bahrein neste domingo sua vitória de número 95. Além da bandeira vermelha devido ao acidente de Grosjean, a prova teve a intervenção do safety car por causa da capotagem de Lance Stroll, provocada pelo maluco e irresponsável Daniil Kvyat, que parece estar na Fórmula-1 apenas para complicar a vida de todo mundo. Na segunda largada, Valtteri Bottas teve um pneu furado que o alijou de qualquer possibilidade de boa colocação em Sakhir.
Hamilton controlou a corrida como quis, fez duas paradas para trocar pneus, a primeira para colocar os médios e outra para botar os pneus duros, e levou sua Mercedes tranquilamente até a bandeirada de chegada. Max Verstappen, o segundo na prova, colocou pneus macios na parte final para garantir a volta mais rápido, o que conseguiu. Sergio Perez, que estava em terceiro, teve estouro de motor e foi obrigado a abandonar, cedendo o lugar para Alexander Albon.
O caso do terrível acidente do Grosjean na primeira largada do GP do Bahrein merece uma investigação à parte. Em primeiro lugar, o francês só não morreu por dois motivos: por milagre e por causa do Halo, pois o carro atravessou o guard-rail antes de explodir. Segundo: não está tudo bem com a segurança da F-1 coisa nenhuma. O que faz aquele guard-rail com possibilidades de batida em 90 graus (como foi a do Grosjean) sem proteção de pneus na frente em um circuito novo como o de Sakhir? Guard-rail puro, sem pneus na frente, é coisa de autódromo dos anos 70. Depois da batida do Grosjean, os caras colocaram um softwall no lugar da lâmina de metal, deixando o guard-rail “puro” restante ao lado. Ou seja, piada. Terceiro: a corrida deveria ter sido cancelada depois do acidente do Grosjean. Quarto: se o Grosjean tivesse desmaiado na batida (e pela desaceleração súbita, isso poderia ter acontecido), ele certamente teria morrido, pois foi o francês que saiu do carro sozinho. Quinto: o doutor do Medical Car, que parte atrás do grid na largada, foi heroico ao enfrentar as chamas do pedaço do carro de Grosjean sem ter proteção antifogo. Inicialmente com queimaduras nas pernas e em uma das mãos e com possibilidade de costelas quebradas, Grosjean pode ter se despedido da F-1, pois seu contrato com a Haas não tinha sido renovado. Sexto: o principal causador do acidente do Grosjean foi o Charles Leclerc, que atravessou todo a pista na diagonal na largada, foi se bater com o Sebastian Vettel, seu companheiro de Ferrari, e provocou o efeito cascata em todos que vinham atrás.

Resultado Final:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h34min01s829
2) M. Verstappen - Red Bull - a 1s254
3) A. Albon - Red Bull - a 8s005

4) L. Norris - McLaren - a 11s337
5) C. Sainz Jr - McLaren - a 11s787
6) P. Gasly - Alpha Tauri - a 11s942
7) D. Ricciardo - Renault - a 19s368
8) V. Bottas - Mercedes - a 19s680
9) E. Ocon - Renault - a 22s803

10) C. Leclerc - Ferrari - a uma volta
11) D. Kvyat - Alpha Tauri - a uma volta
12) G. Russell - Williams - a uma volta
13) S. Vettel - Ferrari - a uma volta
14) N. Latifi - Williams - a uma volta
15) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a uma volta
16) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a uma volta
17) K. Magnussen - Haas - a uma volta

18) S. Perez - Racing Point - não completou
19) L. Stroll - Racing Point - não completou
20) R. Grosjean - Haas - não completou

Melhor Volta - M. Verstappen - Red Bull - 1min32s014

Mundial de Pilotos 2020:
1) L. Hamilton - Mercedes - 332 pontos
2) V. Bottas - Mercedes - 201 pontos
3) M. Verstappen - Red Bull - 189 pontos
4) D. Ricciardo - Renault - 102 pontos
5) S. Perez - Racing Point - 100 pontos
6) C. Leclerc - Ferrari - 98 pontos
7) L. Norris - McLaren - 86 pontos
8) C. Sainz Jr - McLaren - 85 pontos
9) A. Albon - Red Bull - 85 pontos
10) P. Gasly - Alpha Tauri - 71 pontos
11) L. Stroll - Racing Point - 59 pontos
12) E. Ocon - Renault - 42 pontos
13) S. Vettel - Ferrari - 33 pontos
14) D. Kvyat - ALpha Tauri - 26 pontos
15) N. Hulkenberg - Racing Point - 10 pontos
16) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 4 pontos
17) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 4 pontos
18) R. Grosjean - Haas - 2 pontos
19) K. Magnussen - Haas - 1 ponto
20) N. Latifi - Williams - 0 ponto
21) G. Russell - Williams - 0 ponto

Mundial de Construtores:
1) Mercedes - 533 pontos
2) Red Bull - 274 pontos
3) McLaren - 171 pontos
4) Racing Point - 154 pontos
5) Renault - 144 pontos
6) Ferrari - 131 pontos
7) Alpha Tauri - 97 pontos
8) Alfa Romeo - 8 pontos
9) Haas - 3 pontos
10) Williams - 0 ponto



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2020-11-30 22:13:57
Adorei teus comentários, campeão. E assino embaixo em tudo. A equipe de segurança não estava preparada para aquele fogo todo porque os F-1 de agora não pegam mais fogo. Ou melhor, não pegavam. Porque aquele guard-rail criminoso, sem proteção de pneus, foi o que cortou o tanque de gasolina do carro. Atualmente, só a imprevisibilidade pode causar fogo em um carro de F-1. Mas se ela existe, como foi provado com esse guard-rail assassino, que os responsáveis pela segurança voltem a se preocupar com isso.
Francisco Cavalin
2020-11-29 19:27:01
A imagem do Grosjean saindo das chamas é como aquelas cenas de filme que todos dizem: "Ahhhh! Isso só ocorre em filme!" De hoje em diante podemos dizer que ocorre na vida real também.
Tive a impressão que a equipe de resgate não estava preparada para um incêndio daquela proporção, pode ser apenas impressão, pois o piloto já tinha sido resgatado e eles se preocuparam com a própria segurança, deixando as chamas acesas por mais tempo.
O Halo salvou uma vítima, se não fosse ele, Grosjean tinha sido degolado na batida.
Bonita a homenagem dos fãs da F1 elegendo Grosjean o piloto da corrda, mas, pra mim, ele fez uma grande Grosjeada. Se Leclerc se atrapalhou lá na frente, quem atravessou toda a pista da esquerda para direita, sem se preocupar se tinha alguém, quando deveria ter apenas freado, foi o Grosjean, mas isso é passado, felizmente Roman Grosjean agora se chama Roman "Phoenix" Grosjean e passa muito bem.
Lá na frente o de sempre, Hamilton no topo. O resto foi coadjuvante.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal