Hamilton vence em Cingapura - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton vence em Cingapura

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


De um sábado trágico, com Sebastian Vettel na pole position e  Lewis Hamilton na quinta posição no grid, o inglês tricampeão sai da prova de Cingapura com uma mão na taça. A reviravolta no cenário da décima quarta etapa da temporada aconteceu na largada. Vettel partiu na frente, Kimi Raikkonen largou muito bem e Max Verstappen ficou entre as duas Ferrari. Para defender o primeiro lugar, Vettel fechou a porta para o holandês, enquanto Raikkonen tentou passar pela esquerda.
Com isto, a roda dianteira esquerda de Verstappen bateu em Raikkonen que deu uma guinada em direção ao carro do companheiro. Apesar da batida, Vettel conseguiu continuar, fazendo a primeira curva em primeiro, sendo seguido pelo rival Hamilton. Em seguida, provavelmente com problemas de estabilidade vindos do choque com Raikkonen, Vettel rodou na pista molhada e bateu no muro, desistindo pouco metros depois. Verstappen e Raikkonen ficaram por ali.
A pergunta óbvia que vem é apenas uma: quem foi o culpado do choque triplo na largada? Os três. Na classificação de responsabilidades pelo incidente, a ordem seria esta:
1.   Raikkonen: embora tenha largado muito bem, o finlandês não tinha nada que se meter na briga, fartamente anunciada antes da largada, entre Vettel e Verstappen.
2.   Vettel: o tetracampeão viu que largara melhor que o Verstappen, e não precisava ter puxado o carro para cima da Red Bull.
3.   Verstappen: desta vez, o holandês é o menos culpado. Se tem alguma culpa, foi por não ter tirado o pé quando se viu no meio das duas Ferrari, sem espaço para continuar acelerando.
Sem nada a ver com a história, Hamilton se viu na liderança de uma corrida em que não podia brigar pela vitória em condições normais. A vitória caiu no colo do piloto inglês, que só teve de se preocupar com as três relargadas provocadas pelas entradas do safety car e manter Daniel Riccardo a uma distância segura, com Valtteri Bottas completando o pódio.
Nada mais se tem a dizer da décima quarta etapa do Mundial, porque nada a mais aconteceu.
Hamilton sai de uma prova desfavorável para a Mercedes com uma vantagem de 28 pontos sobre Vettel, faltando seis etapas para o final do campeonato. Com tanta diferença, o inglês pode até começar a administrar nas provas restantes. Mas isto se falando na lógica, pois sempre podem ocorrer fatos como o deste domingo. Portanto, ainda tem campeonato.



5 comentários
Média dos votos: 155.0/5
Daniel Dias
2017-09-19 00:14:07
Perfeito, Edu. Deu o panorama perfeito sobre toda a situação da largada. Inexplicavelmente, o Raikkonen pensou só nele.
E.Parise
2017-09-18 01:15:37
Para mim, o Raikkonen é 80% responsável pela lambança, ele leu a largada de forma completamente desastrada. Sua função ali deveria ser marcar o Hamilton e barrar qualquer ataque das Mercedes. O Vettel não tem visão de raio-x pra adivinhar que o Kimi estava do outro lado do Max. Dito isso, os outros 20% de culpa ficam com o Vettel, que tinha tudo a perder nessa largada e mesmo assim fez uma manobra defensiva pra cima do Verstappen, que não tem nada a perder no campeonato. O Max ficou prensado entre as duas Ferrari e não tinha o que fazer.

Ah e concordo com os comentários sobre a narração do Luis Roberto. É sofrível demais. Muito abaixo do Galvão e do Cleber Machado (que já não são grande coisa).
Daniel Dias
2017-09-17 20:19:50
Gostei das observações, campeão! Realmente, o Vettel não tinha nada que ter jogado o carro sobre o Max, pois tinha largado melhor. Quanto ao narrador, patético. Aliás, a narração do Luiz Roberto, ótimo no futebol, na F-1 é patética. Tava na cara que não tinha terminado a corrida, pq o Hamilton passou a linha de chegada e continuou acelerando.
Francisco Cavalin
2017-09-17 16:16:01
Com relação a nada mais a dizer sobre a prova, Daniel esqueceu de falar da bandeirada uma volta antes do final do narrador Luiz Roberto, que só se deu conta que a corrida não tinha terminado quando apareceu "Final Lap" na tela. Vergonha alheia. :D
Francisco Cavalin
2017-09-17 16:09:30
Sinceramente, BCV (Baita cagada do Vettel). Como já anunciada no sábado, Vestappen na primeira fila, já era motivo de preocupação. Com chuva, então, preocupação triplicada, a briga dele era com Hamilton e não com nenhum dos três que estavam nas duas primeiras filas. Vettel lembrou Piquet largando na pole com pneus slick no dilúvio de Jacarepaguá em 1981 ou Senna ao bater em Mônaco em 1988 quando tinha quase 1 minuto de vantagem para o segundo colocado, Prost. Sem essa de que Raikkonen não deveria brigar na largada, não esperaria nada diferente de um piloto de ponta do que fez o Raikkonen. Vettel assumiu o risco ao prensar Verstappen e consequentemente Raikkonen. Se ele não tivesse prensado os dois, teria dividido a largada com Raikkonen que teria passado Verstapen e provavelmente teria terminado em primeiro, mesmo que Raikkonen o tivesse passado na largada.
Abraços

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal