Valeu Alonso! Mas Sato é campeão das 500 Milhas! - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Valeu Alonso! Mas Sato é campeão das 500 Milhas!

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·



Olha, amante dos autinhos, aguentar mais de três horas das 500 Milhas de Indianápolis, na qual apenas as 40 voltas finais, de 200, valem, não é bolinho! Pra gente suportar esta maratona, só tendo mesmo o nosso Fernando Alonso para abrilhantar a corrida. E o bicampeão da Fómula-1 foi um verdadeiro vencedor, largou em quinto, caiu para nono na largada e passou a comandar a corrida após o primeiro pit stop, sempre disputando a primeira posição. Mas, a festa acabou a 28 voltas do final, com o estouro do motor Honda do carro da equipe Andretti. Motor Honda? Ih, o Alonso terá muito mais pesadelos com os japoneses depois desta! Paciência! Valeu Alonso!
Um dos maiores pilotos do mundo de todos os tempos não precisava mostrar mais nada. Mesmo assim, foi em busca do sonho das 500 Milhas. Não conseguiu. No entanto, digam o que quiserem, o espanhol foi a grande estrela da prova norte-americana. Tanto que, quando parou, o autódromo inteiro meio que largou de mão a corrida, vencida pela primeira vez pelo japonês Takuma Sato, ex-piloto da F-1. Helio Castroneves chegou perto de sua quarta conquista em Indianápolis, mas errou ao tentar tomar a primeira posição na penúltima volta. Se o brasileiro tivesse deixado o ataque ao japonês na abertura da última volta, talvez tivesse uma melhor sorte.
O grande risco que Alonso passou nas 500 Milhas pode ser retratado no terrível acidente sofrido pelo pole position Scott Dixon na primeira parte da prova. E olhem! Assistindo ao acidente do neozelandês, ele só não morreu porque o seu anjo da guarda estava de plantão no Indianapolis Motor Speedway. Dixon bateu em um carro que voltava para a pista depois de um choque no muro e decolou. A baratinha de Dixon bateu no muro interno quase aonde estava o piloto, que, por obra do milagre, apenas saiu manquitolando do cenário de horrores. O drama foi tão grande que o carro de Dixon quase caiu sobre o de Helinho, que com toda certeza resultaria em coisa pior.
Alonso, valeu pelo espetáculo! Mas, deu, chega! Volte para a F-1 que você ainda tem muito para dar. E deixa esta loucura da Indy para os malucos que gostam desta arena de gladiadores.



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2017-05-30 01:24:19
Comentários precisos, campeão! E pelo o que o Helinho falou depois da corrida, a Honda preparou um canhão para as 500 Milhas. Mas quebraram quase todos, inclusive o Helinho estava contando que o motor do Sato também iria pro espaço.
Natanael Felipe Rhoden
2017-05-29 14:09:34
As 500 milhas são provas de resistência até as 50 voltas finais, onde daí sim o pau canta. Alonso foi competitivo a prova toda, sempre entre os 10 primeiros. Terminaria muito bem se não fosse o motor Honda abrir o bico. Sato, eu vivi pra ver o japonês vencer essa prova. Foi rápido sempre, tinha um foguete nas mãos e milagrosamente não achou o muro. Então entrou para a história. Quanto ao Helio Castroneves. A tentativa de passagem acredito que foi no momento possível. Infelizmente ele não conseguiu segurar o Sato e foi ultrapassado a 4 voltas do fim, tentou retomar e não deu. Dixon renasceu. Não era hora de ir pro grid do céu. Vai continuar alinhando nas provas seguintes do campeonato. Ao menos com o resultado Helio assumiu a liderança do campeonato.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal