Fórmula-1 sem Silverstone? Não pode! - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Fórmula-1 sem Silverstone? Não pode!

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Berço da Fórmula-1, com a primeira corrida do Mundial disputada no dia 13 de maio de 1950, com a vitória do italiano Nino Farina (Alfa Romeo), o circuito de Silverstone pode deixar o calendário depois de 2019. Conforme o British Racing Drivers' Club (BRDC), o dono do autódromo surgido de um antigo campo de pouso da Segunda Guerra, o atual contrato com a F-1 é deficitário, em torno de 5 milhões de euros em cada ano. Para promover o GP da Inglaterra, os dirigentes locais afirmam que têm de vender parte dos seus ativos para garantir a corrida.
John Grant, mandatário de Silverstone, revelou que o atual contrato, assinado ainda nos tempos do ganancioso Bernie Ecclestone, vai até 2026, mas ele não deseja mais bancar uma prova deficitária além de 2019. No entanto, o inglês aponta para um fio de esperança de o GP continuar na cidade. A solução seria os novos donos da F-1, os norte-americanos da Liberty, deixarem um percentual maior da promoção da corrida ficar nos cofres do autódromo.
Pelo o que já percebi nos novos donos, isto será bem possível de acontecer. Os caras da Liberty já disseram que reverão antigos acordo firmados pelos velhos donos do circo, entre os quais a boa grana anual que entra nos bolsos da Ferrari, simplesmente por a Ferrari ser a Ferrari. Absurdo!



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal