Eles não puderam defender o título - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Eles não puderam defender o título

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Entramos no ano em que se completam seis décadas do quinto campeonato conquistado pelo argentino Juan Manuel Fangio (foto), em 1957. Mas o anúncio da aposentadoria do campeão Nico Rosberg remete à temporada de 52, a terceira do Mundial de Fórmula-1, e a primeira em que o campeão não defendeu seu título. E o campeão naquela oportunidade era justamente Fangio.
Em 51, o argentino sofreu seu mais grave acidente da carreira, em uma prova extra-campeonato em Monza, na Itália. Fangio não conseguiu se recuperar e ficou de fora das oito etapas da temporada de 52, vencida pelo italiano Alberto Ascari. Fangio retornaria em 53, campeonato também ganho por Ascari, e enfileirou mais quatro títulos seguidos, de 54 a 57.
O simpático e mitológico piloto argentino, nascido na cidade de Barcarce, situada a oitenta quilômetros de Mar del Plata e a 400 quilômetros a sudeste de Buenos Aires, morreu em 1995 e não viu seu pentacampeonato ser superado, no caso, por Michael Schumacher em 2003, o hexa do alemão heptacampeão.
Além de Fangio e Rosberg, o filho, cinco pilotos não defenderam seu título na F-1. São eles:
- O inglês Mike Hawthorn em 59, porque se aposentou como campeão.
- O austríaco Jochen Rindt em 71, único campeão post-morten, em 70.
- O escocês Jackie Stewart em 74, porque se aposentou como campeão em 73.
- O inglês Nigel Mansell em 93, porque foi demitido pela Williams, apesar do título em 92.
- O francês Alain Prost em 94, porque resolveu se aposentar com o título em 93 depois que soube da contratação de Ayrton Senna pela Williams.



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal