Hamilton ganha na pista e da FIA - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton ganha na pista e da FIA

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





A vitória de número 99 de Lewis Hamilton, no GP de sua casa, na Inglaterra, teve todos os ingredientes de um filme de Hollywood - tão bem representado pelo ator Tom Cruise no box da Mercedes -, de um roubo descarado dos comissários da FIA – puniram de forma absurda o heptacampeão no choque da primeira largada com Max Verstappen -, de uma vingança e de uma redenção do maior piloto de todos os tempos, ao ter decidido transformar a punição de 10 segundos em uma recuperação fantástica, com uma caça implacável ao então líder Charles Leclerc, superando o piloto monegasco da Ferrari na penúltima volta da prova, simplesmente levantando os mais de 150 mil ingleses presentes em Silverstone.
Na comemoração da vitória, Hamilton repetiu o gesto eternizado pelo seu ídolo Ayrton Senna e desfilou pela pista carregando a bandeira de seu país no carro. Logo depois, ele saiu de sua Mercedes de número 44 e foi comemorar, levando a bandeira, junto ao seu público.

- A torcida inglesa é a melhor do mundo – disse, primeiramente, na entrevista após o GP da Inglaterra, disputado neste domingo -. Não tem como descrever como estou me sentindo. Não vi motivos para eu ter levado a punição de 10 segundos. Mas depois tratei de sair em recuperação, ajudado com certeza por essa torcida, que me deu uns cavalos a mais no motor. Obrigado também ao Valtteri (Bottas), que me ajudou muito na caça ao Charles.

Para encontrar uma forma de punir Hamilton pelo choque com Verstappen na primeira volta da prova, Christian Horner, chefe da Red Bull, formulou uma “pérola”.

- Não se ultrapassa na curva Copse (a mais rápida de Silverstone, feita quase de pé fincado). O Lewis tem de ser punido – vociferou Horner, depois da bandeira vermelha que paralisou a prova, devido ao choque.

Se ultrapassa, sim, Seu Christian! Aliás, não existe curva no mundo em que não se possa tentar fazer uma ultrapassagem. Até na lúdica e lenta Lowes de Monte Carlos se ultrapassa. E Hamilton mostrou para Horner que se ultrapassa na Copse ao superar Leclerc exatamente ali.
No choque violento com a barreira de pneus, Verstappen saiu tonto do carro, foi levado para o ambulatório do autódromo e liberado em seguida.
Uma nota de pesar vai para a Band, que caiu na vala comum da Globo não mostrando a cerimônia do pódio em Silverstone. Que o bom narrador Sérgio Maurício não diga mais: "A Band mostra tudo!" Que feio!

Resultado final:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h58min23s284
2) C. Leclerc - Ferrari - a 3s871
3) V. Bottas - Mercedes - a 11s125

4) L. Norris - McLaren - a 28s573
5) D. Ricciardo - McLaren - a 42s624
6) C. Sainz Jr - Ferrari - a 43s454
7) F. Alonso - Alpine - a 1min12s093
8) L. Stroll - Aston Martin - a 1min14s289
9) E. Ocon - Alpine - a 1min16s162
10) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - a 1min22s065

11) P. Gasly - Alpha tauri - a 1min25s327
12) G. Russell - Williams - a uma volta
13) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a uma volta
14) N. Latifi - Williams - a uma volta
15) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a uma volta
16) S. Perez - Red Bull - a uma volta
17) N. Mazepin - Haas - a uma volta
18) M. Schumacher - Haas - a uma volta

19) S. Vettel - Aston Martin - não completou
20) M. Verstappen - Red Bull - não completou

Melhor Volta - S. Perez - Red Bull - 1min28s617

Mundial de Pilotos 2021:
1) M. Verstappen - Red Bull - 185 pontos
2) L. Hamilton - Mercedes - 177 pontos
3) L. Norris - McLaren - 113 pontos
4) V. Bottas - Mercedes - 108 pontos
5) S. Perez - Red Bull - 104 pontos
6) C. Leclerc - Ferrari - 80 pontos
7) C. Sainz Jr - Ferrari - 68 pontos
8) D. Ricciardo - McLaren - 50 pontos
9) P. Gasly - Alpha Tauri - 39 pontos
10) S. Vettel - Aston Martin - 30 pontos
11) F. Alonso - Alpine - 26 pontos
12) L. Stroll - Aston Martin - 18 pontos
13) E. Ocon - Alpine - 14 pontos
14) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - 10 pontos
15) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 1 ponto
16) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 1 ponto
17) G. Russell - Williams - 0 ponto
18) M. Schumacher - Haas - 0 ponto
19) N. Latifi - Williams - 0 ponto
20) N. Mazepin - Haas - 0 ponto

Mundial de Construtores 2021:
1) Red Bull - 289 pontos
2) Mercedes - 285 pontos
3) McLaren - 163 pontos
4) Ferrari - 148 pontos
5) Alpha Tauri - 49 pontos
6) Aston Martin - 48 pontos
7) Alpine - 40 pontos
8) Alfa Romeo - 2 pontos
9) Williams - 0 ponto
10) Haas - 0 ponto



4 comentários
Média dos votos: 140.0/5
Francisco Cavalin
2021-07-20 02:14:44
Acho que a corrida de classificação deveria ser feita só com pneus mácios. Para ser uma mini corrida de verdade. O critérios de punição da FIA são complicados. Se entra nos boxes quamdo está fechado, toma stop&go de 10s, mas se joga outro piloto pra fora toma 5s ou 10s como foi com o Hamilton. O Norris jogou o Perez pra fora no início da prova e acabou com a prova do Perez, levou os mesmos 5s que depois o Perez levou por colocar outro pro acostamento sem que o atingido perdesse uma única posição. Se o piloto é responsável por um acidente, deveria ficar atrás de quem foi atingido, essa é a minha opinião. Voltando ao acidente do Hamilton e do Verstappen, os 2 forçaram a barra, provavelmente, se não tivesse batido, Verstappen teria saído dos limites de pista como aconteceu com o Leclerc. Na minha opinião os dois foram culpados, esticaram a corda além do limite, mas nenhum dos dois deveria ser punido durante a prova, e sim na prova seguinte, com perda de 5 posições no grid para os 2.
Daniel Dias
2021-07-19 22:25:27
E aí, campeões! Concordo em tudo com vcs. Quanto ao novo formato da classificação, tb achei negativo, primeiro porque a primeira posição no grid de largada não pertence mais ao piloto mais rápido do Qualify, segundo porque a tal mini corrida é a coisa mais chata que já inventaram na F-1. Tomara que a Liberty Media (que privilegia o espetáculo) aborte essa coisa já.
Natanael Felipe Rhoden
2021-07-19 15:18:08
Concordo que foi acidente de competição, no momento que a disputa foi dura entre os dois e nenhum aliviou em momento algum. Porém se a FIA, mantendo seu critério de acidente de trânsito, onde sempre há um culpado, vai punir, puna com critério. Na Austria, por espremer o Leclerc, Perez levou duas punições de 5s. Por provocar um acidente mais sério Hamilton levou 10s, logo espera-se que nesses casos, em caso de punição, seja ao menos um tanto mais severa, como stop-and-go de 10s ou drive-throug. Estou criticando a FIA por seus critérios de punição, não defendendo a punição aplicada ao Hamilton pois também creio que era acidente de corrida. Outra coisa que não concordo na regra é poder mexer nos carros com a prova em regime de bandeira vermelha. Não sei se em alguma outra categoria é permitido ou desde sempre pôde na F1 e eu me passei. Quanto aos cortes de transmissão em provas, até entendo a excepcionalidade, porém no tempo do Bolacha, aprendi que em caso de atraso, primeiro se encerra a transmissão do primeiro evento e se entra com o seguinte em andamento, conforme dito na transmissão, encerraram pelos compromissos com a Copa Porsche, aí só lendo o contrato dos direitos de transmissão, mas a Globo era por sacanagem, afinal tinha que ir correndo pro Esporte Espetacular para mostrar matéria de algum figurão do Corinthians ou Flamengo. Ou a Band fazer um corte abrupto de uma parte da transmissão esportiva como ocorreu sábado com a Copa Truck que faltavam uns 8min da segunda prova, pois bateu 16h e o Datena tinha que entrar pontualmente com seu programa. Voltando a F1, temos uma disputa dura pelo título como queríamos ver faz um tempo, só espero que a "politicagem" dos manda-chuva das equipes não seja fator decisivo na disputa
Francisco Cavalin
2021-07-18 20:16:58
Definitivamente, o espirito de Ayrton Senna, estava em Silverstone hoje. A batida entre Hamilton e Verstappen quase igual a de Prost e Senna no Japão em 1990, e ao final Hamilton levantando a bandeira do seu país.
Achei a prova de classificação fraca e desnecessária.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal