Kimi faz 37 anos - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Kimi faz 37 anos

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Campeão em 2007, pela Ferrari, Kimi Matias Raikkonen, de Espoo, Finlândia, completa 37 anos de idade nesta segunda-feira. O Ice Man é o piloto mais velho da Fórmula-1 do atual grid. Mas está em plena forma e em alta na equipe vermelha. Ao contrário que diz a imprensa mundial, Raikkonen é adorado pelos fanáticos torcedores da Ferrari. E a razão principal é muito simples: o Homem de Gelo é o último piloto campeão com a equipe italiana.
Foi assim também com o sul-africano Jody Scheckter, campeão em 1979 com a Ferrari. Depois desse título, a equipe vermelha ficou na fila 21 anos para voltar a ser campeã de pilotos, o que só veio em 2000 com Michael Schumacher. Durante mais de duas décadas, Scheckter, um cachorro louco no início de sua carreira na F-1, viveu as glórias de seu campeonato junto aos tifosi. A Ferrari vive atualmente outro período de seca, de 10 anos.
Raikkonen estreou na F-1 em 2001, na Austrália, a bordo de uma Sauber. O jovem piloto impressionou já em seu primeiro ano e foi contratado pela McLaren, para substituir um conterrâneo, o Mika Hakkinen, bicampeão (1998 e 1999) pela equipe inglesa. Kimi viveu seus melhores anos na McLaren, não levantando o título por conta de azares de todos os tipos.
Estreou na Ferrari, em 2007, ganhando a corrida, na Austrália, e sendo campeão no final do ano. Sempre marcado pela extrema competência ao volante de um carro de competição e ao azar, Raikkonen teve uma temporada irregular em 2008. No ano seguinte, com novo regulamento nos carros, a Ferrari se perdeu toda. Mesmo assim, o Ice Man ganhou uma prova, em Spa-Francorchamps.
Depois, Kimi encheu o saco com a F-1, se aventurando no Mundial de Rali. Ele realmente se divertiu muito na nova categoria, mas teve uma média de uma capotagem por etapa. Voltou para a F-1 em 2012, com a nova Lotus, em um contrato de risco, pois receberia grana por pontos conquistados.
A equipe acabou se dando mal, em termos, pois Raikkonen foi muito bem nos dois anos, vencendo duas corridas – em Abu Dhabi e na Austrália – e disputando o título na primeira temporada. Quase falida, a Lotus não pagou o que devia ao Homem de Gelo, que foi embora de volta para a Ferrari.
Fazendo dupla com Fernando Alonso em 2014 e com Sebastian Vettel em 2015 e agora, Raikkonen ainda não venceu nenhuma prova desde seu retorno à equipe italiana. Porém, continua com todo o prestígio dentro do time e está confirmado para a próxima temporada.
Raikkonen detesta o estrelismo presente em quase todos os seus colegas. É um cara na sua, sem frescuras. Desde que apareceu na F-1, o finlandês é tido como um beberrão. Não se sabe ao certo de onde vem essa fama nem se ela é verdadeira. Entretanto, depois de conquistar o título em 2007, Kimi permaneceu por mais uma semana em São Paulo bebendo todo o estoque de trago da cidade.
Alguém tem alguma coisa a ver com isso?
Kimi é casado com a belíssima ex-aeromoça Minttu Virtanen, de 29 anos. E foi a menina que recentemente revelou a verdadeira faceta do Homem de Gelo fora das pistas:
- O Kimi é totalmente diferente de como é visto na F-1. Ele é caloroso, humano, amoroso. Ele é desconfiado com as pessoas no primeiro momento, mas quando as conhece e confia, mostra seu lado humano fantástico, o que ele realmente é. Não acho que ele seja tão desligado assim, eu não ficaria com uma pessoa que não estivesse nem aí para as coisas.



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2016-11-20 19:49:08
É verdade, Matteus. Ali, o Ice Man contou com a sorte no final do campeonato e com a ajuda do Hamilton, que fez de tudo para perder um título ganho, além da competência do próprio Raikkonen.
Matteus Saldanha
2016-11-20 19:47:30
Lembro bem do titulo de 2007... Dessa vez o azar deu lugar a sorte

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal