Vitória constrangedora de Hamilton - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Vitória constrangedora de Hamilton

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

A Fórmula-1 e o automobilismo têm disto. Pode um piloto vencer uma corrida sem ter feito absolutamente nada para merecer? Pode! É o que vimos neste domingo no Azerbaijão. Lewis Hamilton tomou vareio de todo mundo nos treinos e na corrida, mas, em um somatório de coisas, o cara se viu em primeiro depois de Sebastian Vettel ter errado ao tentar recuperar a liderança na saída do safety car no final da corrida. Nesse momento, Vettel atrasou a freada para buscar a ultrapassagem sobre Valtteri Bottas e caiu para quarto, atrás de Bottas, Hamilton e Kimi Raikkonen. Depois, perderia mais uma posição, para Sergio Perez.
Na corrida normal, a Ferrari deu um banho na Mercedes, como já tinha dado em todo o fim de semana. A posição no final da corrida, com Bottas na ponta, foi fruto da entrada do safety car devido à batida dos dois sujeitos da Red Bull. Se estranhando desde a largada, Daniel Ricciardo e Max Verstappen fizeram a corrida inteira, até a batida patética, lado a lado. E, pela primeira vez na vida, alguém que bate atrás não é o culpado. Verstappen ficou zigazeando na frente e forçou a colisão do australiano. O Ricciardo poderia ter tirado o pé? Acho que não. Às vezes, uma coisa destas serve para impor respeito. Estou contigo, Xará!
A vitória constrangedora de Hamilton, tanto que o inglês nem festejou no pódio, se materializou depois que o líder Bottas passou em cima de detritos e teve o pneu traseiro direito furado, na abertura da penúltima volta. É evidente que o Hamilton não tem nada a ver com os azares dos oponentes, mas vencer desta forma não é bonito, embora, indo na contramão do título do famoso filme italiano, a vida nem sempre é bela...
Daqui a duas semanas, a F-1 desembarca em Barcelona, com um cenário amplamente favorável à Ferrari, apesar da efêmera liderança de Hamilton na tabela de pontuação. O domingo da F-1 bem que poderia terminar com um: "ora bolas!"

Resultado final do GP do Azerbaijão:
1) L. Hamilton – Mercedes – 1h43min44s291
2) K. Raikkonen – Ferrari – a 2s460
3) S. Perez – Force India – a 4s024

4) S. Vettel – Ferrari – a 5s329
5) C. Sainz Jr – Renault – a 7s515
6) C. Leclerc – Sauber – a 9s158
7) F. Alonso – McLaren – a 10s931
8) L. Stroll – Williams – a 12s546
9) S. Vandoorne – McLaren – a 14s152
10) B. Hartley – Toro Rosso – a 18s030

11) M. Ericsson – Sauber – a 18s512
12) P. Gasley – Toro Rosso – a 24s720
13) K. Magnussen – Haas – a 30s663

14) V. Bottas – Mercedes – não completou
15) R. Grosjean – Haas – não completou
16) M. Verstappen – Red Bull – não completou
17) D. Ricciardo – Red Bull – não completou
18) N. Hulkenberg – Renault – não completou
19) E. Ocon – Force India – não completou
20) S. Sirotkin – Williams – não completou

Melhor volta – V. Bottas – Mercedes – 1min45s149

Classificação do  Mundial de Pilotos:
1) L. Hamilton – Mercedes – 70 pontos
2) S. Vettel – Ferrari – 66 pontos
3) K. Raikkonen – Ferrari – 48 pontos
4) V. Bottas – Mercedes – 40 pontos
5) D. Ricciardo – Red Bull – 37 pontos
6) F. Alonso – McLaren – 28 pontos
7) N. Hulkenberg – Renault – 22 pontos
8) M. Verstappen – Red Bull – 18 pontos
9) S. Perez – Force India – 15 pontos
10) C. Sainz Jr – Renault – 13 pontos
11) P. Gasly – Toro Rosso - 12 pontos
12) K. Magnussen – Haas – 11 pontos
13) C. Leclerc – Sauber – 8 pontos
14) S. Vandoorne – McLaren – 8 pontos
15) L. Stroll – Williams – 4 pontos
16) M. Ericsson – Sauber – 2 pontos
17) E. Ocon – Force India – 1 ponto
18) B. Hartley – Toro Rosso – 1 ponto
19) R. Grosjean – Haas – 0 ponto
20) S. Sirotkin – Williams – 0 ponto

Classificação do Mundial de Construtores:
1) Ferrari – 114 pontos
2) Mercedes – 110 pontos
3) Red Bull – 55 pontos
4) McLaren – 36 pontos
5) Renault – 35 pontos
6) Force India – 16 pontos
7) Toro Rosso – 13 pontos
8) Haas – 11 pontos
9) Sauber – 10 pontos
10) Williams – 4 pontos



1 comentário
Média dos votos: 110.0/5
Francisco Cavalin
2018-04-30 15:00:03
Daniel. Se a vitória de Hamilton em Baku foi constrangedora, a de Vettel na Austrália também foi, não? Como disse na prova anterior, as provas estão sendo decidas em jogadas de sorte em safety cars fortuitos. A banca paga e recebe. Baku é uma corrida maluca por definição, ganha quem erra menos, ou quem não erra nos momentos mais importantes, como ontem. Os pilotos sabiam que teriam problemas de pneus e freios na primeira freada após o safety car, foram avisados pelas equipes e Grosjean já tinha batido sozinho por causa dos pneus frios, Vettel arriscou e pagou caro.
Abraços.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal