A volta do GP da França - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

A volta do GP da França

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Lembram que falei há poucos dias que o circuito de Paul Ricard, na França, pertence ao Bernie Ecclestone, que também está tentando comprar Interlagos? Pois bem, nesta segunda-feira a FIA anunciou a volta da etapa francesa ao calendário da F-1 em 2018, no autódromo do dono do circo.
Sempre achei um desperdício esse fantástico circuito estar fora do calendário, assim como o próprio GP da França. Para voltar a sediar uma etapa do Mundial, pouca coisa tem de ser feita lá. Apenas retoques de algumas arquibancadas. O autódromo foi recentemente reformado. Ecclestone alugará a pista para os organizadores franceses promoverem o retorno de seu GP.
Inaugurado em 1970, Paul Ricard tem mais de cem opções de traçados. Torço para que o GP da França de 2018 utilize o maior deles, com mais de 5,5 quilômetros de extensão e com a totalidade da Reta do Mistral, com os seus quase dois quilômetros de tamanho. Na década de 70, era um barato ver os carros percorrendo essa reta, tendo que alterar a trajetória várias vezes para não dar vácuo para o piloto de trás.
Ah! Mistral é o nome do vento que sopra nessa reta.



3 comentários
Média dos votos: 130.0/5
Daniel Dias
2016-12-08 20:09:00
Pois é. Ou, pior, pegando a reta do Mistral depois da sua metade, como era nos anos 80.
Natanael Felipe Rhoden
2016-12-08 18:37:42
Não falei que iam enfiar uma chicane na reta do Mistral
Natanael Felipe Rhoden
2016-12-07 12:00:42
Jogo que usarão uma alternativa com a reta do Mistral cortado por alguma chicane. Tudo em nome da segurança. É só o que sabem dizer.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal