F-1 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Os primeiros de Hamilton e Vettel

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


O SporTV, na sua bela sacada Túnel do Tempo, preparada para ir ao ar durante a entre-safra da Fórmula-1, está colocando para nosso deleite esta semana as corridas que deram os primeiros títulos para Lewis Hamilton – em 2008, em Interlagos – e para Sebastian Vettel – em 2010, em Abu Dhabi. A do Hamilton já está no ar e a do Vettel estreia neste domingo. Obviamente, é imperdível!
Tudo envolvendo esses dois pilotos é superlativo e interessante, como o fato de Hamilton ter corrido em toda a sua carreira somente com uma marca de motor, o Mercedes, fornecedora do propulsor da McLaren de 1997 a 2014. Mas o mais impressionante é que, nestes 11 campeonatos disputados desde o primeiro título do Hamilton, em 2008, até o seu quinto, agora em 2018, todos os títulos deveriam ter ficado na mão de um ou de outro (na verdade, apenas dois não foram de fato).
Então, vamos lá:
Em 2009, a F-1 teve uma mudança de regulamento na configuração estética dos carros. Um tal de Ross Brawn decidiu então formar sua própria equipe, a Brawn, com Jenson Button e Rubens Barrichello. Engenheiro experiente, Brawn viu uma brecha no regulamento e inventou o chamado difusor soprado, que na prática era uma peça aerodinâmica na extremidade traseira do carro. Quando as demais equipes se aperceberam da ilegalidade, a Brawn já tinha vencido corridas suficientes para encaminhar o título do piloto inglês. Na realidade, o melhor carro daquela temporada era o da Red Bull. Portanto, aquele deveria ter sido o primeiro de Vettel.
O jovem piloto alemão dominou a F-1 de 2010 a 2013, sempre com a Red Bull. Para 2014, a F-1 fez outra mudança radical no regulamento, desta vez nos motores, entrando os turbo-híbridos. Hamilton já estava na Mercedes, e a equipe alemã passou a dar as cartas, graças à grande experiência da AMG - responsável pela equipe da F-1 da Mercedes -, que dominava a tecnologia híbrida de motores. Buenas, para encurtar a história, Hamilton conquistou o campeonato em 2014, 2015, 2017 e 2018. Só não foi campeão em 2016, quando perdeu para o companheiro Nico Rosberg. No entanto, aquele campeonato também deveria ter sido de Hamilton. Eu disse na época, e direi sempre, que a Mercedes mexeu os pauzinhos para dar o título ao seu piloto alemão, no caso, o Rosberg, que anunciou sua aposentadoria em seguida.
Tudo aconteceu no GP da Malásia daquele ano. Hamilton liderava a prova com tranquilidade até, faltando pouco mais de 10 voltas para o final, que o motor da Mercedes do carro de número 44 explodiu. Um detalhe importantíssimo ilustra essa teoria: aquele foi o único motor Mercedes que quebrou desde 2014. Interessante, não?



Halo salvou Leclerc

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

A FIA concluiu esta semana a investigação do acidente envolvendo Fernando Alonso e Charles Leclerc na largada do GP da Bélgica, na largada da prova no circuito de Spa neste ano. O carro de Alonso voou sobre o de Leclerc. A investigação não procurou culpados e sim a eficiência do Halo, a peça adotada neste ano na Fórmula-1 colocada sobre a cabeça do piloto. Quando ela apareceu, no GP da Austrália, todo mundo caiu de pau devido à extrema feiúra do Halo. Com o passar da temporada, todos se acostumaram e o Halo passou a fazer parte da estética dos carros. Pois bem, a investigação do acidente entre Alonso e Leclerc concluiu que a peça de segurança salvou a vida do jovem monegasco. Segundo a FIA, “a cabeça de Leclerc teria sido pulverizada sem a presença do Halo”.
Pronto! Assunto concluído! E que ninguém mais fale nada contra o Halo!



Gabriel, tri do Bolão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

O Gabriel conquistou o tricampeonato seguido do nosso Bolão, chegando com apenas 10 pontos à frente do Ismael. Parabéns ao campeão e a todos que participam sempre desta nossa brincadeira muito legal. Pai da Yasmin e do Yuri e casado com a Denise, o Gabriel revelou um dos segredos para tamanha hegemonia:

- Uma das coisas que sempre faço é analisar o comportamento dos carros e dos pilotos nos treinos livres da sexta-feira, como eles estão andando de tanque vazio ou em simulação de corrida. Acho isso bem importante, mas tem de ter também alguma dose de sorte, como em todo o jogo. No entanto, o conhecimento do que está acontecendo é importante. E tem muita gente aqui no Bolão que também conhece.

É isto aí gente! No próximo ano, tem mais. E vocês não vão deixar o cara chegar ao tetra, né? Tudo com vocês, então!
Ah, o Luiz Herrera foi o grande vencedor em Abu Dhabi, ao lado do Lewis Hamilton.

Parâmetros utilizados em Abu Dhabi:
Pole: HAMILTON
Vencedor: HAMILTON
Segundo colocado da prova: VETTEL
Terceiro colocado da prova: VERSTAPPEN
Quarto colocado da prova: RICCIARDO
Quinto colocado da prova: BOTTAS
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): HULKENBERG
Desafio: 3º

Abu Dhabi:
1) Luiz Herrera - 60 pontos
2) Maurício Dias - 45 pontos
3) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 40 pontos
4) Gabriel Dias - 30 pontos
4) Daniel Dias - 30 pontos
4) Francisco Cavalin - 30 pontos
4) Ismael Reichert - 30 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 5 pontos
9) André Borges - 0 ponto
9) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 0 ponto
9) Pedro Henrique - 0 ponto
9) Daniel Cardoso - 0 ponto
9) Guilherme Vieira - 0 ponto
9) Mauro - 0 ponto
9) Marcelo Vieira - 0 ponto
9) Matteus Saldanha - 0 ponto
9) Tiago Reimann - 0 ponto
9) Marcelo Pereira - 0 ponto
9) Romário Braga - 0 ponto
9) Eduardo Saraiva - 0 ponto
9) Daniel Jacques - 0 ponto

Final:
1) Gabriel Dias - 745 pontos
2) Ismael Reichert - 735 pontos
3) Natanael Felipe Rhoden - 630 pontos
4) Marcelo Vieira - 620 pontos
5) Mauro - 590 pontos
5) Maurício Dias - 590 pontos
7) Luiz Herrera - 550 pontos
8) Daniel Dias - 500 pontos
9) Guilherme Vieira - 475 pontos
9) Daniel Cardoso - 475pontos
11) Francisco Cavalin - 460 pontos
12) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 440 pontos
13) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 345 pontos
14) Tiago Reimann - 325 pontos
15) Marcelo Pereira - 310 pontos
16) Matteus Saldanha - 250 pontos
17) André Borges - 215 pontos
18) Pedro Henrique - 190 pontos
19) Eduardo Saraiva - 175 pontos
20) Romário Braga - 45 pontos
21) Daniel Jacques - 25 pontos



Não quero odiar o Leclerc

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Charles Leclerc estreou feliz a bordo da Ferrari nos testes de pneus após o GP de Abu Dhabi, no mesmo circuito de Yas Marina em que o pentacampeão Lewis Hamilton encerrou a temporada no domingo passado conquistando sua 11ª vitória no ano. O piloto monegasco foi melhor nesta quarta-feira tanto pela manhã quanto à tarde. Coerente como serei durante toda a temporada de 2019, não farei qualquer comparação com os tempos de Leclerc – como todo mundo já está fazendo - com os de Sebastian Vettel, seu companheiro de Ferrari no próximo ano. Não entrarei nesse tipo de comparação por estes motivos:

- Não existe termos de comparação entre um tetracampeão mundial com um piloto jovem, estreante na equipe, mesmo que ele seja a maior revelação surgida na F-1 desde Max Verstappen.
- Todo mundo sabe que torço pro Vettel, e acho um absurdo como o alemão foi desrespeitado nesta temporada, especialmente pela imprensa brasileira.
- Gosto muito do estilo de pilotagem do Charles Leclerc, torço para que ele dê certo na Ferrari e acho que se o monegasco tentar rivalizar com Vettel, se dará muito mal no seu desenvolvimento como piloto.
- O Leclerc usa o meu número favorito, o 16, e não quero me irritar com um cara que corre com esse número.

Tempos da tarde em Abu Dhabi nesta quarta:
1.   Leclerc, Ferrari, 1:36:450
2.   Gasly, Red Bull, a 1:466
3.   Stroll, Force India, a 1:594
4.   Bottas, Mercedes, a 1:998
5.   Sainz Jr., McLaren, a 2:097
6.   Markelov, Renault, a 2:140
7.   Russel, Williams, a 2:386
8.   Kvyat, Toro Rosso, a 2:412
9.   Deletraz, Haas, a 2:619
10. Kubica, Williams, a 3:816
11. Gioninazzi, Sauber, a 3:985



Hamilton vence em Abu Dhabi

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·



Lewis Hamilton encerrou a temporada de seu pentacampeonato de forma perfeita, vencendo o GP de Abu Dhabi neste domingo. Partindo da pole position, o inglês da Mercedes parou cedo para trocar os pneus e recuperou a liderança depois que Daniel Ricciardo entrou para o pit stop. Sebastian Vettel terminou em segundo, seguido por Max Verstappen.
Na corrida de muitas despedidas, Fernando Alonso completou sua trajetória na Fórmula-1 em décimo primeiro, Kimi Raikkonen saiu da prova bem cedo com problemas mecânicos - o finlandês trocará de lugar em 2019 com Charles Leclerc - e Esteban Ocon deixa também a categoria por não ter lugar em nenhuma outra equipe. O piloto francês abandonou no circuito de Yas Marina também com problemas mecânicos.
A última etapa da temporada foi marcada na primeira volta com uma capotagem espetacular de Nico Hulkenberg, sem consequências físicas para o alemão. Disputando posição com Romain Grosjean, Hulkenberg foi catapultado quando os dois carros se chocaram nas rodas. Felizmente, funcionaram todos os dispositivos de segurança no carro do alemão.

Resultado do GP de Abu Dhabi:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h39min40s382
2) S. Vettel - Ferrari - a 2s581
3) M. Verstappen - Red Bull - a 12s706

4) D. Ricciardo - Red Bull - a 15s379
5) V. Bottas - Mercedes - a 47s957
6) C. Sainz Jr - Renault - a 1min12s548
7) C. Leclerc - Sauber - a 1min30s789
8) S. Perez - Force India - a 1min31s275
9) R. Grosjean - Haas - a uma volta
10) K. Magnussen - Haas - a uma volta

11) F. Alonso - McLaren - a uma volta
12) B. Hartley - Toro Rosso - a uma volta
13) L. Stroll - Williams - a uma volta
14) S. Vandoorne - McLaren - a uma volta
15) S. Sirotkin - Williams - a uma volta

16) P. Gasly - Toro Rosso - não completou
17) E. Ocon - Force India - não completou
18) M. Ericsson - Sauber - não completou
19) K. Raikkonen - Ferrari - não completou
20) N. Hulkenberg - Renault - não completou

Volta mais rápida - S. Vettel - Ferrari - 1min40s867

Classificação final do Mundial de Pilotos de 2018:
1) L. Hamilton - Mercedes - 408 pontos
2) S. Vettel - Ferrari - 320 pontos
3) K. Raikkonen  - Ferrari - 251 pontos
4) M. Verstappen - Red Bull - 249 pontos
5) V. Bottas - Mercedes - 247 pontos
6) D. Ricciardo - Red Bull - 170 pontos
7) N. Hulkenberg - Renault - 69 pontos
8) S. Perez - Force India - 62 pontos
9) K. Magnussen - Haas - 56 pontos
10) C. Sainz Jr - Renault - 53 pontos
11) F. Alonso - McLaren - 50 pontos
12) E. Ocon - Force India - 49 pontos
13) C. Leclerc - Sauber - 39 pontos
14) R. Grosjean - Haas - 37 pontos
15) P. Gasly - Toro Rosso - 29 pontos
16) S. Vandoorne - McLaren - 12 pontos
17) M. Ericsson - Sauber - 9 pontos
18) L. Stroll - Williams - 6 pontos
19) B. Hartley - Toro Rosso - 4 pontos
20) S. Sirotkin - Williams - 1 ponto

Classificação final do Mundial de Construtores de 2018:
1) Mercedes - 655 pontos
2) Ferrari - 571 pontos
3) Red Bull - 419 pontos
4) Renault - 122 pontos
5) Haas - 93 pontos
6) McLaren - 62 pontos
7) Force India - 52 / 111 pontos
8) Sauber - 48 pontos
9) Toro Rosso - 33 pontos
10) Williams - 7 pontos



Hamilton é pole em Abu Dhabi

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Lewis Hamilton voou no Q3 e marcou a pole position da última etapa do campeonato, já ganho por ele desde o GP do México. Hamilton, Valtteri Bottas e Sebastian Vettel disputaram a primeira posição até o final do treino de classificação em Abu Dhabi. E o mais significativo da noite no circuito de Yas Marina veio depois de concluídos os trabalhos, com Hamilton elogiando o piloto da Ferrari e conversando com ele animadamente enquanto Bottas dava entrevista para David Coulthard. A temporada da Fórmula-1 não poderia acabar tão bem quanto isso. Hamilton e Vettel travaram um duelo intenso pelo título, mas antes de qualquer coisa, eles são desportistas. É sempre bom ver uma imagem como essa.

Resultado da Classificação para o GP de Abu Dhabi:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1min34s794
2) V. Bottas - Mercedes - 1min34s956
3) S. Vettel - Ferrari - 1min35s125
4) K. Raikkonen - Ferrari - 1min35s365
5) D. Ricciardo - Red Bull - 1min35s401
6) M. Verstappen - Red Bull - 1min35s589
7) R. Grosjaen - Haas - 1min36s192
8) C. Leclerc - Sauber - 1min36s237
9) E. Ocon - Force India - 1min36s540
10) N. Hulkenberg - Renault - 1min36s542

11) C. Sainz Jr - Renault
12) M. Ericsson - Sauber
13) K. Magnussen - Haas
14) S. Perez - Force India
15) F. Alonso - McLaren

16) B. Hartley - Toro Rosso
17) P. Gasly - Toro Rosso
18) S. Vandoorne - McLaren
19) S. Sirotkin - Williams
20) L. Stroll - Williams



Bottas mais rápido em Abu Dhabi

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Companheiro de equipe do já campeão Lewis Hamilton, Valtteri Bottas foi o mais rápido nesta sexta-feira, no treino livre à noite em Abu Dhabi. A prova no circuito de Yas Marina marca o encerramento da temporada de 2018 da Fórmula-1, no domingo, a partir das 11h (nosso horário), com transmissão ao vivo pela Globo para o Brasil. O GP de Abu Dhabi mostra também a volta do número 1 estampado em um carro da F-1, distante da categoria desde a prova no circuito dos Emirados Árabes de 2014, quando Sebastian Vettel ainda defendia seu título na Red Bull. Naquele ano, os números passaram a ser fixos. Vettel correu com o 1 mas reservou o 5 para o ano seguinte, enquanto Hamilton, campeão naquela temporada, decidiu deixar o seu 44 no carro em 2015. Não se sabe, porém, se o inglês manterá o 1 em 2019.

1.   Bottas, Mercedes, 1:37:236
2.   Verstappen, Red Bull, a 0:044
3.   Ricciardo, Red Bull, a 0:192
4.   Hamilton, Mercedes, a 0:207
5.   Raikkonen, Ferrari, a 0:225
6.   Vettel, Ferrari, a 0:333
7.   Grosjean, Haas, a 0:824
8.   Hulkenberg, Renault, a 0:994
9.   Magnussen, Haas, a 1:082
10. Ocon, Force India, a 1:166
11. Gasly, Toro Rosso, a 1:270
12. Sainz Jr., Renault, a 1:275
13. Alonso, McLaren, a 1:489
14. Perez, Force India, a 1:570
15. Leclerc, Sauber, a 1:595
16. Hartley, Toro Rosso, a 1:721
17. Ericsson, Sauber, a 2:266
18. Vandoorne, McLaren, a 2:702
19. Stroll, Williams, a 2:810
20. Sirotkin, Williams, a 3:699



Quem vence em Abu Dhabi?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

E já chegamos à última etapa do ano, que passou voando como o penta Lewis Hamilton. Vamos curtir então ao máximo os três dias do GP de Abu Dhabi, porque depois, só em março.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Yas Marina:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: o circuito de Yas Marina marcou o primeiro título de Vettel e da Red Bull, em 2010. Mas o desafio não é sobre o piloto alemão. Quero saber em qual posição termina na corrida o melhor da Red Bull - Ricciardo ou Verstappen.

Para acompanhar ao vivo todos os lances em Abu Dhabi:
Sexta-feira: 7h, primeiro treino livre, 11h, segundo treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 8h, terceiro treino livre, 11h, classificação, ambos pelo SporTV.
Domingo: 11h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois do Brasil

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Como o Lewis Hamilton, o Tiago brilhou em Interlagos e venceu o GP do Brasil. Os dois líderes, o Gabriel e o Ismael, empataram em São Paulo e vão para a última etapa com apenas 10 pontos de diferença, em favor do Gabriel. Até o Maurício, sexto colocado, todos têm chances, pelo menos matemáticas.

Parâmetros utilizados no Brasil:
Pole: HAMILTON
Vencedor: HAMILTON
Segundo colocado da prova: VERSTAPPEN
Terceiro colocado da prova: RAIKKONEN
Quarto colocado da prova: RICCIARDO
Quinto colocado da prova: BOTTAS
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): ERICSSON
Desafio: 12º

BRASIL:
1) Tiago Reimann - 65 pontos
2) Luiz Herrera - 50 pontos
3) Pedro Henrique - 40 pontos
4) Daniel Cardoso - 35 pontos
5) Gabriel Dias - 30 pontos
5) Guilherme Vieira - 30 pontos
5) Ismael Reichert - 30 pontos
5) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 30 pontos
9) Natanael Felipe Rhoden - 15 pontos
9) Francisco Cavalin - 15 pontos
11) Maurício Dias - 5 pontos
12) Marcelo Vieira - 0 ponto
12) Daniel Dias - 0 ponto
12) Mauro - 0 ponto
12) André Borges - 0 ponto
12) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 0 ponto
12) Matteus Saldanha - 0 ponto
12) Marcelo Pereira - 0 ponto
12) Romário Braga - 0 ponto
12) Eduardo Saraiva - 0 ponto
12) Daniel Jacques - 0 ponto

TOTAL:
1) Gabriel Dias - 715 pontos
2) Ismael Reichert - 705 pontos
3) Natanael Felipe Rhoden - 625 pontos
4) Marcelo Vieira - 620 pontos
5) Mauro - 590 pontos
6) Maurício Dias - 545 pontos
7) Luiz Herrera - 490 pontos
8) Guilherme Vieira - 475 pontos
8) Daniel Cardoso - 475 pontos
10) Daniel Dias - 470 pontos
11) Francisco Cavalin - 430 pontos
12) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 400 pontos
13) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 345 pontos
14) Tiago Reimann - 325 pontos
15) Marcelo Pereira - 310 pontos
16) Matteus Saldanha - 250 pontos
17) André Borges - 215 pontos
18) Pedro Henrique - 190 pontos
19) Eduardo Saraiva - 175 pontos
20) Romário Braga - 45 pontos
21) Daniel Jacques - 25 pontos



Verstappen xinga e agride Ocon

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Logo depois da corrida deste domingo em Interlagos, o Max Verstappen fez muito pior do que o Esteban Ocon fez na pista, e perdeu todos os pontos que tinha ganhado com os brasileiros, vindos de suas belas ultrapassagens na prova. Tão logo viu o Ocon sair do carro, o piloto da Red Bull foi tirar satisfações, empurrando o francês e o chamando de "idiota e cuzão". Se Verstappen não amadurecer, jogará fora uma brilhante carreira. Ele já fez coisas piores na pista e nem por isso houve outro piloto o xingando ou lhe dando tapas e empurrões. A sobriedade também deve fazer parte da carreira de um piloto. E, para agravar a situação, o Christian Horner, chefe do Verstappen e mais conhecido nos últimos anos por só falar besteiras, defendeu seu piloto pelas agressões ao Ocon. Isso mesmo, Horner, vai alimentando o monstro!



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal