Bolão 2020 F1 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Quem vence o GP de Portugal?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, vamos para a décima segunda etapa do Mundial de Fórmula-1 e do nosso Bolão. E coube mais uma vez uma curiosidade para o corrida que deve marcar a superação do recorde de Lewis Hamilton das 91 vitórias do Michael Schumacher e dele próprio, claro. É a volta também de Portugal ao mundo da F-1, que deverá ocorrer apenas neste ano atípico. O circuito de Algarve é uma obra prima, inaugurado em 2008 especialmente para a principal categoria do automobilismo mas que nunca tinha conseguido promover realmente um GP lá. Agora, tem sua oportunidade.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Algarve:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, é a vez novamente de Hamilton. E a pergunta só poderia ser esta: ele atinge em Portugal a vitória de número 92? Sim ou não.
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP de Portugal:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 7h, segundo treino livre, 11h, ambos pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, 8h, classificação, 11h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois de Eifel

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


Pois é, coube ao nosso André subir ao alto do pódio ao lado da vitória histórica de Lewis Hamilton, de número 91, e o recorde na Fórmula-1. E o espetacular fato leva também o André praticamente à liderança do nosso Bolão, que marca uma disputa espetacular, com o Maurício e eu com 470 pontos, 5 míseros pontinhos à frente do André e do Ismael e 20 pontos apenas do nosso Professor. Tem mais gente por perto, com ainda seis etapas para o final da temporada. Ou seja, o título na F-1 deve ser definido em favor de Hamilton muito antes do final do ano, mas aqui será até o GP de Abu Dhabi, sem dúvidas.

Parâmetros utilizados em Nürburgring:
Pole: Bottas
Vencedor: Hamilton
Segundo: Verstappen
Terceiro: Ricciardo
Quarto: Perez
Quinto: Sainz
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: Kvyat
Melhor volta da prova: Verstappen
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, é a vez novamente de Kimi Raikkonen, que neste domingo superará o número de corridas de Rubens Barrichello (e dele mesmo, claro) e se tornará o piloto que mais largou na F-1. Então, quero saber se o finlandês termina o GP de Eifel na zona de pontuação (entre os dez primeiros colocados)? Sim ou não. Não

Nürburgring:
1) André Borges - 70 pontos
2) Eduardo Saraiva - 55 pontos
2) Francisco Cavalin - 55 pontos
4) Daniel Dias - 40 pontos
4) Mauro - 40 pontos
6) Daniel Cardoso - 35 pontos
6) Gabriel Dias - 35 pontos
6) Natanael Felipe Rhoden - 35 pontos
6) Ismael Reichert - 35 pontos
6) Maurício Dias - 35 pontos
6) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 35 pontos
12) Luiz Herrera - 30 pontos
13) Tiago Reimann - 0 ponto
13) Marcelo Pereira - 0 ponto
13) Marcelo Vieira - 0 ponto
13) Pedro Henrique - 0 ponto

Total:
1) Maurício Dias - 470 pontos
1) Daniel Dias - 470 pontos
3) André Borges - 465 pontos
3) Ismael Reichert - 465 pontos
5) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 450 pontos
6) Luiz Herrera - 445 pontos
6) Daniel Cardoso - 445 pontos
8) Francisco Cavalin - 435 pontos
9) Eduardo Saraiva - 430 pontos
10) Natanael Felipe Rhoden - 415 pontos
11) Mauro - 390 pontos
12) Gabriel Dias - 325 pontos
13) Pedro Henrique - 310 pontos
14) Marcelo Pereira - 240 pontos
15) Marcelo Vieira - 195 pontos
16) Tiago Reimann - 150 pontos



Quem vence o GP de Eifel?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, vamos para a décima primeira etapa do Mundial, o GP de Eifel, no circuito de Nürburgring, que volta à Fórmula-1 depois da corrida de 2013, com vitória de Sebastian Vettel, com a Red Bull. E por que Eifel? Essa é uma região do oeste alemão que se estende ao leste da Bélgica e fica próxima ao circuito de Nürburgring. Nesta década, o velho circuito alemão se revezou com Hockenheim como pista sede do GP da Alemanha, até que os dirigentes do autódromo declararam falência e saíram do revezamento. Naturalmente, trata-se do circuito curto de Nürburgring, pois o Nordschleife, o Inferno Verde, deixou o calendário da F-1 depois do acidente que quase matou o austríaco Niki Lauda, em 1975.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Nürburgring:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, é a vez novamente de Kimi Raikkonen, que neste domingo superará o número de corridas de Rubens Barrichello (e dele mesmo, claro) e se tornará o piloto que mais largou na F-1. Então, quero saber se o finlandês termina o GP de Eifel na zona de pontuação (entre os dez primeiros colocados)? Sim ou não.
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP de Eifel:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 6h, segundo treino livre, 10h, ambos pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, 7h, classificação, 10h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois da Rússia

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


Então, finalmente me tiraram da incômoda (para mim) liderança do Bolão, só não queria que fosse da forma como aconteceu. O André e o Eduardo foram os grandes vencedores na Rússia, mas não a exemplo do Valtteri Bottas, que só venceu em Sochi porque a FIA decidiu punir o Lewis Hamilton até se ele chupar um picolé no quarto de seu hotel, sem nenhuma companhia dentro do recinto. E que estranha punição foi essa, porque aplicaram o rigor da lei (besta) para ele, mas retiraram os pontos de sua superlicença... FIA, não existe meio criminoso, se decidiu punir o melhor por ter colocado em risco a integridade de todo o resto do grid por fazer paradas para treinar largadas na volta de alinhamento para o GP, que mantivesse os pontos em sua “carteira”. Ora, bolas!
Mas mais importante que isso foi ver a bela arrancada do Maurício rumo à liderança do Bolão. Esse, sim, merece, não o Bottas por ter vencido uma corrida com cartas marcadas. Parabéns, Maurício, agora estou mais tranquilo.

Parâmetros utilizados no GP da Rússia:
Pole: Hamilton
Vencedor: Bottas
Segundo: Verstappen
Terceiro: Hamilton
Quarto: Perez
Quinto: Ricciardo
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: Russell
Melhor volta da prova: Bottas
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, é a vez exatamente do Lewis Hamilton. E como não poderia ser outra pergunta, vamos lá. O menino inglês consegue vencer na Rússia e chegar ao recorde na Fórmula-1? Sim ou não. Não

Rússia:
1) Eduardo Saraiva - 35 pontos
1) André Borges - 35 pontos
3) Luiz Herrera - 30 pontos
3) Maurício Dias - 30 pontos
5) Mauro - 15 pontos
6) Marcelo Pereira - 10 pontos
6) Natanael Felipe Rhoden - 10 pontos
6) Ismael Reichert - 10 pontos
9) Daniel Cardoso - 5 pontos
9) Gabriel Dias - 5 pontos
9) Pedro Henrique - 5 pontos
9) Francisco Cavalin - 5 pontos
9) Daniel Dias - 5 pontos
9) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 5 pontos
15) Marcelo Vieira - 0 ponto
15) Tiago Reimann - 0 ponto

Total:
1) Maurício Dias - 435 pontos
2) Daniel Dias - 430 pontos
2) Ismael Reichert - 430 pontos
4) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 415 pontos
4) Luiz Herrera - 415 pontos
6) Daniel Cardoso - 410pontos
7) André Borges - 395 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 380 pontos
8) Francisco Cavalin - 380 pontos
10) Eduardo Saraiva - 375 pontos
11) Mauro - 350 pontos
12) Pedro Henrique - 310 pontos
13) Gabriel Dias - 290 pontos
14) Marcelo Pereira - 240 pontos
15) Marcelo Vieira - 195 pontos
16) Tiago Reimann - 150 pontos



Quem vence na Rússia?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, Vamos para a décima etapa do Mundial, o GP da Rússia, no circuito de Sochi, diga-se, pra lá de chato e travado. A corrida pode ter Lewis Hamilton chegando às 91 vitórias de Michael Schumacher. Aliás, o hexaheptacampeão ganhou em Sochi nas duas últimas temporadas.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Sochi:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, é a vez exatamente do Lewis Hamilton. E como não poderia ser outra pergunta, vamos lá. O menino inglês consegue vencer na Rússia e chegar ao recorde na Fórmula-1? Sim ou não.
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP da Rússia:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 5h, segundo treino livre, 9h, ambos pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, 6h, classificação, 9h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 8h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois de Mugello

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


O André e o Mauro foram os grandes vencedores da nona etapa, ao lado de Lewis Hamilton. Grande atuação dos três. Na tabela de pontuação do nosso Bolão, simplesmente pegou fogo de vez, com o Ismael a apenas 5 pontos de mim. Uma mísera pontuação de pole position. Mas tem mais gente por perto, com o Professor a 15 pontos e o Maurício e o Daniel Cardoso a 20 pontos. Além desses, tem outro bando de gente nos calcanhares. A próxima parada é na pista de autorama de Sochi, na Rússia. Acho que deu pra minha liderança. Ou não?

Parâmetros utilizados no GP da Toscana:
Pole: Hamilton
Vencedor: Hamilton
Segundo: Bottas
Terceiro: Albon
Quarto: Ricciardo
Quinto: Perez
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: Grosjean
Melhor volta da prova: Hamilton
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, coube exatamente para a Ferrari no seu GP de número mil na Fórmula-1, e em casa. Então, a pergunta é simples, mas de difícil acerto, pois pela experiência na F-1, Sebastian Vettel deve estar mais à vontade na pista de Mugello que seu companheiro Charles Leclerc. Qual dos dois chega na frente do outro na corrida? Vettel ou Leclerc? Leclerc

Toscana:
1) André Borges - 70 pontos
1) Mauro - 70 pontos
3) Ismael Reichert - 65 pontos
3) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 65 pontos
5) Natanael Felipe Rhoden - 60 pontos
5) Eduardo Saraiva - 60 pontos
5) Pero Henrique - 60 pontos
5) Daniel Dias - 60 pontos
5) Maurício Dias - 60 pontos
10) Daniel Cardoso - 55 pontos
11) Luiz Herrera - 50 pontos
12) Francisco Cavalin - 45 pontos
13) Marcelo Pereira - 35 pontos
14) Gabriel Dias - 15 pontos
15) Marcelo Vieira - 5 pontos
16) Tiago Reimann - 0 ponto

Total:
1) Daniel Dias - 425 pontos
2) Ismael Reichert - 420 pontos
3) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 410 pontos
4) Daniel Cardoso - 405 pontos
4) Maurício Dias - 405 pontos
6) Luiz Herrera - 385 pontos
7) Francisco Cavalin - 375 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 370 pontos
9) André Borges - 360 pontos
10) Eduardo Saraiva - 340 pontos
11) Mauro - 335 pontos
12) Pedro Henrique - 305 pontos
13) Gabriel Dias - 285 pontos
14) Marcelo Pereira - 230 pontos
15) Marcelo Vieira - 195 pontos
16) Tiago Reimann  - 150 pontos



Quem vence o GP da Toscana?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, já vamos então para a nona etapa do ano, passando da metade da temporada. Será a estreia na Fórmula-1 moderna do circuito de Mugello, na Itália, da Ferrari. A pista fica vizinha à famosa fábrica erguida pelo comendadore Enzo Ferrari, na qual o seu escritório é mantido tal como ele deixou quando passou por lá pela última vez, em 1988, e atualmente é um ponto turístico visitado por milhares de pessoas anualmente.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Mugello:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, coube exatamente para a Ferrari no seu GP de número mil na Fórmula-1, e em casa. Então, a pergunta é simples, mas de difícil acerto, pois pela experiência na F-1, Sebastian Vettel deve estar mais à vontade na pista de Mugello que seu companheiro Charles Leclerc. Qual dos dois chega na frente do outro na corrida? Vettel ou Leclerc?
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP da Toscana:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 6h, segundo treino livre, 10h, ambos pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, 7h, classificação, 10h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois de Monza

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


Realmente, o resultado do GP da Itália foi um arrasa quarteirão para os apostadores do nosso Bolão. Mesmo assim, o Maurício e o Natanael conseguiram seguir o Pierre Gasly e venceram a etapa de Monza. A exemplo de Lewis Hamilton, que cumprimentou o vencedor Gasly e disse que “o que não te mata, te torna mais forte”, em alusão a sua punição por ter entrado para troca de pneus com os boxes possivelmente fechados, mantive a liderança no Bolão, mas tá tudo muito parelho, ao contrário da F-1, na qual o meu conterrâneo inglês manteve o primeiro lugar na tabela de pontuação com muita folga. A próxima parada já é neste domingo, com o GP da Toscana, no circuito de Mugello, pertencente à equipe Ferrari. Uma dica para a outra corrida italiana, que parece óbvio mas não é: quando os pilotos enfrentam uma pista desconhecida, quem aprende mais rápido os segredos do traçado são os melhores. Isso acontece sempre. Quem acha que a bola fica no meio campo para nova saída de jogo, deixando igual para todo mundo em uma pista desconhecida, tá redondamente enganado.

Parâmetros utilizados no GP da Itália:
Pole: HAMILTON
Vencedor: GASLY
Segundo: SAINZ
Terceiro: STROLL
Quarto: NORRIS
Quinto: BOTTAS
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: GIOVINAZZI
Melhor volta da prova: HAMILTON
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, desta vez é com o Hamilton. A pergunta é bem simples, mas não necessariamente um “páreo corrido”. O hexaheptacampeão larga na pole em Monza? Sim ou não. Sim

Itália
1) Maurício Dias - 30 pontos
1) Natanael Felipe Rhoden - 30 pontos
3) Eduardo Saraiva - 25 pontos
4) Ismael Reichert - 20 pontos
4) Francisco Cavalin - 20 pontos
4) Daniel Cardoso - 20 pontos
4) Gabriel Dias - 20 pontos
8) Pedro Henrique - 15 pontos
8) Luiz Herrera - 15 pontos
8) Mauro - 15 pontos
8) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 15 pontos
8) Daniel Dias - 15 pontos
8) André Borges - 15 pontos
14) Marcelo Vieira - 5 pontos
15) Tiago Reimann - 0 ponto
15) Marcelo Pereira - 0 ponto

Total:
1) Daniel Dias - 365 pontos
2) Ismael Reichert - 355 pontos
3) Daniel Cardoso - 350 pontos
4) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 345 pontos
5) Maurício Dias - 345 pontos
6) Luiz Herrera - 335 pontos
7) Francisco Cavalin - 330 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 310 pontos
9) André Borges - 290 pontos
10) Eduardo Saraiva - 280 pontos
11) Gabriel Dias - 270 pontos
12) Mauro - 265 pontos
13) Pedro Henrique - 245 pontos
14) Marcelo Pereira - 195 pontos
15) Marcelo Vieira - 190 pontos
16) Tiago Reimann - 150 pontos



Quem vence na Itália?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, já vamos então para a oitava etapa do ano, quase a metade da temporada, se continuar em 17 GPs. E é no Templo da Velocidade. Toda a vez que eu vejo uma corrida em Monza, fico impressionado com o ritmo alucinante dos carros. É pé embaixo quase todo o tempo!
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Monza:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, desta vez é com o Hamilton. A pergunta é bem simples, mas não necessariamente um “páreo corrido”. O hexaheptacampeão larga na pole em Monza? Sim ou não.
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP da Itália:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 6h, segundo treino livre, 10h, ambos pelo SporTV.
Sábado: terceiro treino livre, 7h, classificação, 10h, ambos pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois da Bélgica

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2020 F1 ·


O nosso Pedro Henrique brilhou tanto quanto o Lewis Hamilton em Spa e venceu a etapa da Bélgica, com o Luiz Herrera, o Ismael e o Mauro bem pertinho. Uma das declarações do Hamilton depois de sua vitória de número 89 foi: “Me sinto melhor do que nunca”. A gente já sabia disso, guri! Há horas dizemos aqui que o Hamilton está no seu melhor momento da carreira. E digo mais: ele ainda não chegou ao seu auge. No Bolão, mantive a liderança, com o Ismael subindo para segundo, à frente do xará Daniel Cardoso e do Professor completando o pódio da temporada.
E novamente, não dá para descansar, o GP da Itália já é no próximo domingo. Me tirem da liderança, por favor! O mesmo não dá para dizer do Hamilton, o quase heptacampeão. “Quase”, pra mim, não. Ele já é.

Parâmetros utilizados no GP da Bélgica:
Pole: HAMILTON
Vencedor: HAMILTON
Segundo: BOTTAS
Terceiro: VERSTAPPEN
Quarto: RICCIARDO
Quinto: OCON
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: MAGNUSSEN
Melhor volta da prova: RICCIARDO
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – no rodízio de desafios, desta vez diz respeito a Kimi Raikkonen, que tenta chegar ao recorde de números de GPs disputados na F-1 de Rubens Barrichello. Quero saber se o finlandês, campeão de 2007, pela Ferrari, consegue chegar na corrida entre os dez primeiros. Sim ou não? Só uma dica: Raikkonen não tem carro neste ano com a Alfa Romeo, mas ele é o maior especialista em Spa da atual turma do grid, sem falar do Lewis Hamilton, claro, o maior especialista em qualquer pista, deste ou de qualquer outro planeta. NÃO

Bélgica:
1) Pedro Henrique - 80 pontos
2) Luiz Herrera - 75 pontos
2) Ismael Reichert - 75 pontos
2) Mauro - 75 pontos
5) Francisco Cavalin - 40 pontos
5) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 40 pontos
5) Daniel Cardoso - 40 pontos
5) Natanael Felipe Rhoden - 40 pontos
5) Maurício Dias - 40 pontos
5) Eduardo Saraiva - 40 pontos
5) Gabriel Dias - 40 pontos
5) Daniel Dias - 40 pontos
5) André Borges - 40 pontos
14) Tiago Reimann - 20 pontos
15) Marcelo Vieira - 15 pontos
16) Marcelo Pereira - 0 ponto

Total:
1) Daniel Dias - 350 pontos
2) Ismael Reichert - 335 pontos
3) Daniel Cardoso - 330 pontos
3) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 330 pontos
5) Luiz Herrera - 320 pontos
6) Maurício Dias - 315 pontos
7) Francisco Cavalin - 310 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 280 pontos
9) André Borges - 275 pontos
10) Eduardo Saraiva - 255 pontos
11) Gabriel Dias - 250 pontos
11) Mauro - 250 pontos
13) Pedro Henrique - 230 pontos
14) Marcelo Pereira - 195 pontos
15) Marcelo Vieira - 185 pontos
16) Tiago Reimann - 150 pontos



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal